BC suspende operação do Banco Neon e afeta serviços de fintech

Portal G1

Banco Neon (Foto: Reprodução/Facebook/Banco Neon)

A Neon Pagamentos, fintech ligada ao banco Neon, que teve a liquidação decretada pelo Banco Central nesta sexta-feira (4), está impossibilitada de abrir novas contas digitais e captar recursos até encontrar uma nova instituição financeira para subsidiar suas operações, informou o órgão ao portal G1.

Por ser uma instituição de pagamentos, a Neon precisa de um banco como intermediário para poder funcionar, caso contrário, está impedida de captar e movimentar recursos de terceiros. No caso da Neon Pagamentos, o banco parceiro é o banco Neon.

A fintech tem cerca de 600 mil clientes e é uma plataforma que opera contas digitais, todas elas vinculadas ao banco que entrou em liquidação.

Estão bloqueadas todas as contas correntes ligadas ao banco Neon, inclusive as contas digitais operadas pela Neon Pagamentos, segundo o BC. Só podem fazer saques os clientes que possuem o cartão pré-pago da fintech, mas eles estão impedidos de fazer novas recargas, informou o órgão.

As contas digitais vinculadas ao banco Neon serão paralisadas no momento porque ele está em regime especial. A fintech terá que se vincular a outro banco e levar suas contas para lá para poder continuar operando, informou ao G1 a assessoria de imprensa do Banco Central. A companhia informou estar à procura de uma substituta do Banco Neon.

Instituições de pagamento são empresas que permitem movimentar recursos, mas que não podem conceder empréstimos e financiamentos. Por meio delas, o cliente pode fazer pagamentos, mesmo que não tenha relação com bancos e outras instituições financeiras. Isso é possível por meio de um cartão pré-pago ou telefone celular, por exemplo.

Clientes da Neon relataram mais cedo que ficaram sem acesso aos serviços pelo aplicativo da Neon e não conseguiram fazer pagamentos com cartões e saques. Outros disseram que conseguiram sacar o dinheiro assim que souberam a liquidação do banco Neon.

Ainda que a decisão do BC não se estenda à administração do Neon, alguns serviços oferecidos pelas contas digitais enfrentam instabilidade. O Neon admite que os seguintes serviços estão “temporariamente indisponíveis”:

  • pagamento de boletos;
  • envio e recebimento de transferências;
  • utilização do cartão de crédito;
  • resgate de Certificados de Depósitos Bancário (CDB);
  • e recarga de celular.

Patrimônio líquido negativo

Fachada do prédio onde funciona o Banco Neon, em Belo Horizonte (Foto: Marcella Gasparete/G1)

Segundo o BC informou ao G1, dois motivos levaram ao fechamento do banco Neon:

  1. comprometimento das finanças;
  2. violações às normas legais.

O órgão informou que o banco possuía patrimônio líquido negativo, indicando que suas finanças não estavam em dia; e constatou também que havia deficiências no controle e monitoramento de operações que poderiam ser oriundas de lavagem de dinheiro.

fintechs (Foto: Arte/G1)

fintechs (Foto: Arte/G1)

Comentários

comentários