Conta de luz continua sem taxa extra em outubro

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), informou na sexta-feira (30) que a bandeira tarifária verde continua valendo em outubro. Portanto, não será cobrada a taxa extra na conta de luz durante este mês.

A taxa denominada bandeira vermelha, começou a ser cobrada em janeiro de 2015. Foi mudando de nuance, de acordo com a situação dos reservatórios das hidrelétricas, deixando de ser cobrada a partir de abril.

Chuva escassa, conta mais cara

A queda no nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas, advém da pouca quantidade de chuva, o que resulta a diminuição da produção de energia. Com a baixa produção, o governo aciona as usinas termelétricas, que funcionam a carvão, sendo de alto custo. Foi o que aconteceu no Brasil desde 2013.

Foi criada, então, a chamada bandeira vermelha, cobrança extra na conta de luz para bancar esses custos maiores na produção de energia. Neste ano, a situação melhorou: choveu mais e subiu o volume dos reservatórios das hidrelétricas. Além disso, o consumo das famílias e indústrias caiu, e novas usinas começaram a funcionar.

Por isso, a bandeira foi sendo alterada ao longo do tempo:

  • De janeiro de 2015 a janeiro deste ano, a bandeira era vermelha e a taxa extra era de R$ 4,50 para cada 100 kWh consumidos;
  • Em fevereiro, passou para bandeira “rosa” e a taxa caiu para R$ 3 para cada 100 kWh;
  • Em março, a bandeira mudou para amarela e a taxa caiu para R$ 1,50 a cada 100 kWh;
  • Em abril, entrou em vigor a bandeira verde e a taxa extra deixou de ser cobrada.

Mesmo assim, a Aneel pede que os consumidores façam o uso eficiente de energia elétrica e combatam os desperdícios.

Comentários

comentários