Conselho de Cultura elege presidente e estabelece comissões para avaliar projetos do FIC

Foto Divulgação
Foto Divulgação

Foi realizada na manhã desta sexta-feira (24), no quarto andar do Memorial da Cultura, reunião do Conselho Estadual de Cultura. Na ocasião, foi eleita a nova presidente do Conselho, Andréa Freire, que é secretária adjunta da Secretaria de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação (Sectei) e presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul.

A reunião também estabeleceu comissões compostas pelos conselheiros para avaliar por área cultural os projetos do Fundo de Investimentos Culturais (FIC). Duzentos e trinta e três projetos foram habilitados na análise documental. As áreas definidas para avaliação por comissão são: teatro e circo, dança, artesanato, audiovisual, patrimônio cultural, pesquisa e arquivo, artes visuais, música, folclore, literatura e biblioteca, e projetos com recursos específicos para os municípios.

As comissões vão se reunir de 4 a 8 de julho para avaliar os projetos, visando à publicação do resultado no Diário Oficial até o dia 13 de julho. O superintendente do FIC, Ricardo Maia, explicou que, depois que os pareceristas analisam os projetos, o Conselho dá o seu parecer. Quem aprova é o Conselho, quem tem a palavra final. Os pareceristas orientam e dão pontuação. O Conselho avalia os projetos em relação à política cultural do Estado, considerando a abrangência territorial e as áreas artísticas que cada projeto contempla.

A próxima reunião do Conselho ficou marcada para o dia 30 de junho, às 14 horas, ocasião em que serão estabelecidos os locais propícios para cada comissão realizar a sua avaliação, considerando infraestrutura para CDs e DVDs.

Comentários

comentários