Conselheira Tutelar fala sobre o inicio da semana de Erradicação do Trabalho Infantil

A conselheira tutelar de Campo Grande, Cassandra Szuberski explicou ao Página Brazil sobre a campanha mundial contra trabalho infantil e de que forma que o adolescente pode trabalhar perante a lei. Ela conta que com 14 anos o adolescente já pode iniciar no mercado de trabalho, porém através do programa Menor Aprendiz e o requisito principal exige que o jovem esteja devidamente matriculado em uma escola.

A partir dos 16 anos esse jovem pode trabalhar com carteira assinada, ou seja , será registrada a CTPS(Carteira de Trabalho por Tempo de Serviço), sendo pago todos os seus direitos previstos, tais como INSS(Instituto Nacional do Seguro Social) e FGTS(Fundo de Garantia por Tempo de Serviço).

Porém a conselheira destaca que alguns trabalhos são vedados. ” O Ministério do Trabalho elenca vários tipos de serviço que o adolescente não pode desenvolver por estar ainda em fase de formação e crescimento. Atividades que carregue grande quantidade de peso ou que haja algum tipo de risco, trabalho noturno também não. Agora trabalho em lojas, departamentos, office boy, entre outros é liberado”, afirma Cassandra

Na segunda-feira(8), às 8 horas, na Avenida Afonso Pena será feita uma panfletagem com o intuição divulgar e marcar o inicio da semana de atendimento e trabalho a respeito da erradicação do trabalho infantil no Brasil. Cassandra reitera a importância do dia 12 de junho, o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil que é tido como marco internacional simbólico de chamamento para a reflexão sobre o trabalho infantil no mundo.

 Paulo Francis

Comentários

comentários