Confusão em bar entre frequentadores e PM termina com dois presos

Confusão no Bar Escobar , em Campo Grande, na noite de ontem (4) terminou com duas prisões por desobediência e uma viatura da Polícia Militar depredada. A polícia foi acionada porque os consumidores do estabelecimento estavam obstruindo a rua. O Batalhão de Choque da Polícia Militar (BPChoque) também esteve no local.

Viatura teve o para-brisa quebrado por uma pedra jogada durante confusão em bar (Foto: Divulgação/ BPChoque)
Viatura teve o para-brisa quebrado por uma pedra jogada durante confusão em bar (Foto: Divulgação/ BPChoque)

Equipes da PM foram ao local, mas um grupo de estudantes não aceitou a presença dos militares e houve mais confusão.

Um jovem de 20 anos continuou no local filmando a ação policial. Ele se apresentou como jornalista e desobedeceu à ordem de mantar distância. Os policiais pediram os documentos dele e, ao ser negada a solicitação, deram voz de prisão.

Na delegacia, teria reclamado da ação da PM por ser desproporcional, além de xingar a comunicante, sem saber que também era policial militar. Ele recebeu voz de prisão por desacato e desobediência pelo fato da não desocupação da via.

Equipe do Batalhão de Choque foi chamada depois que um dos rapazes atirou uma pedra contra uma das viaturas, que teve o parabrisa quebrado. O homem identificado como Wagner Chaves de Souza, de 36 anos, fugiu depois de atirar a pedra, mas acabou sendo pego pelos policiais.

Os militares usaram cassetete para contar Wagner, que teve ferimento no rosto. Ele foi levado para atendimento médico, mas não quis permanecer internado.

O rapaz acabou preso e levado para delegacia por desobediência, desacato, resistência e dano qualificado. O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário da Capital (Depac) e será investigado.

Comentários

comentários