Confiança do empresário do comércio da Capital cresce pelo terceiro mês seguido

A pesquisa mensal da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que mede o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), demonstrou em outubro a terceira alta seguida em Campo Grande, chegando a 134 pontos, 3% a mais que o mês de setembro. Em relação a outubro de 2018, o crescimento é de 13%.

O resultado, segundo a economista do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS (IPF-MS), Daniela Dias, reflete um cenário com perspectivas mais favoráveis para o setor e para a economia neste segundo semestre na Capital. “Percebemos um aumento no indicador de nível de investimento (2,8%) e isso é muito positivo, pois demonstra que o empresário está mais confiante, disposto a investir no seu negócio”, afirma.

A pesquisa aponta ainda que em relação ao porte da empresa, as que têm mais de 50 empregados apresentaram um índice mais significativo, de 184,7 pontos. Para 46,9% dos empresários ouvidos, a condição atual da economia brasileira melhorou um pouco, assim como as condições atuais do setor (47,3%). Em relação à expectativa para a economia brasileira, 52% disseram que melhorou muito, já no que se se refere ao comércio, para 48% dos entrevistados admitiram uma pequena melhora.

“A perspectiva para o último trimestre do ano é sempre mais positiva, considerando as comemorações no período, como Dia das Crianças e Natal. A pesquisa aponta também que os empresários pretendem realizar contratações (64,1% pretendem aumentar um pouco e 16,6% aumentar muito) e isso é positivo, ajuda a gerar renda e movimentar ainda mais a economia”, avalia o presidente do IPF-MS, Edison Araújo.

Confira a pesquisa na íntegra, em anexo

Comentários