Confiança da população nos brasileiros em geral é a menor desde 2009

O Índice de Confiança Social do Brasileiro, calculado a partir da confiança declarada pela população em 18 instituições e em quatro grupos sociais, atingiu neste ano 50 pontos, mesmo patamar do ano passado (49).O indicador varia de zero a 100, sendo que quanto mais alto seu número, maior é a confiança da população na instituição ou grupo social avaliado.

confiança

A confiança nos brasileiros de modo geral atinge 54 pontos, o menor índice desde 2009. Em relação às instituições, e na comparação com 2015, as variações mais expressivas são a redução na confiança na Igreja (de 71 em 2015 para 67 neste ano) e o aumento nos índices do Presidente da República (de 22 para 30) e do Governo Federal (de 30 para 36).

No entanto, apesar da leve recuperação, a confiança dos brasileiros nessas duas últimas instituições ainda está distante dos patamares alcançados até 2012, 63 e 56, respectivamente. A pesquisa foi feita em julho, portanto durante o governo interino de Michel Temer. Como registrado no ano passado, as três instituições com menor índice de confiança são Presidente da República, Congresso Nacional e Partidos Políticos.

Vale lembrar que o ICS, medido anualmente, registrou em meados de 2013 uma queda expressiva na confiança dos brasileiros nas instituições, captando o momento de protestos e críticas que ocorriam pelo país. Desde então, para a maioria das instituições, os índices se mantém em patamares mais baixos que os observados até 2012.

Novidade

Neste ano, o IBOPE Inteligência também perguntou aos entrevistados o seu grau de confiança em duas novas instituições, Polícia Federal e Ministério Público, sem, no entanto, considerá-las no cálculo do ICS. A Polícia Federal alcança um índice de confiança de 66, o que a colocaria em terceiro lugar caso fosse incluída no ranking das instituições em que o brasileiro mais confia, atrás dos Bombeiros (que continuam ocupando o primeiro lugar) e da Igreja (que apesar da queda em relação ao ano passado, mantém a segunda posição).

Já o Ministério Público ocuparia a oitava posição, com 54 pontos, à frente do Poder Judiciário, que obtém 46 pontos.

Comentários

comentários