Conexão Mundo encerra etapa presencial em Corumbá, Dourados e Três Lagoas

(Foto: Divulgação)
Encerramento da etapa presencial do programa Conexão Mundo(Foto: Divulgação)

Na solenidade de encerramento da etapa presencial do programa Conexão Mundo, que ensina inglês via Facebook e Hangouts, os 133 estudantes do EBEP (Educação Básica do Sesi aliado à Educação Profissional do Senai) de Corumbá, Dourados e Três Lagoas despediram-se, nesta quinta-feira(30), dos monitores norte-americanos, que estiveram em Mato Grosso do Sul por um mês ensinando a língua inglesa para os jovens.

Segundo a coordenadora do Conexão Mundo no Estado, Márcia Emiko Yamazaki, o Programa cumpriu o objetivo de elevar o nível de competência em inglês dos alunos. “A interação com os monitores promoveu um salto de qualidade na proficiência do inglês. Com certeza, podemos dizer que teve um salto de qualidade no aprendizado, além de uma troca cultural. Os coaches americanos se sentiram acolhidos como família aqui”, declarou.

Monitores – A monitora norte-americana Maia Wikler, que ensinou inglês para os estudantes em Corumbá, disse que o Programa foi muito importante, pois tem o poder de influenciar positivamente os alunos. “Todos conseguiram crescer e se desenvolver, perder medos e receios. O Conexão Mundo mudou a minha vida, mudou o meu modo de ver o mundo”, comentou.

O coach norte-americano Nicholas Carelli, que passou pela cidade de Três Lagoas, afirmou que os alunos são inspiradores. “A vontade e paixão que eles têm em aprender é incrível. Basta acreditar em si mesmos e tudo será possível”, comentou.

Já Catarina Williams, que também esteve ensinando inglês em Três Lagoas, participar do Conexão Mundo há quatro anos para ajudar os estudantes. “Eu amo o Brasil e as pessoas. Aqui as pessoas são boas, amigáveis e muito amáveis. Meu sonho é aprender português e poder conviver com a cultura brasileira”, destacou.

Alunos – Para a aluna do Sesi e Senai de Corumbá, Millena Moraes, a etapa presencial do Programa será inesquecível. “São pessoas maravilhosas que jamais vou esquecer. Consegui com o programa enfrentar os medos para ter coragem e determinação”, disse.

Já Tamires Cristiana, também aluna do Sesi e Senai de Corumbá, disse que o convívio com os americanos proporcionou um aprendizado extraordinário. “Aprendi a respeitar culturas diferentes, o meu crescimento pessoal foi imensurável, pois posso dizer sobre valores pessoais e profissionais, e que hoje confio mais em mim”, falou.

A estudante do Sesi e Senai de Três Lagoas, Gabriella Moreira de Campos, reforçou que participar do Conexão Mundo lhe proporcionou grandes momentos. “Cursei inglês por seis anos e jamais tive tal oportunidade. Esse projeto me desenvolveu em vários aspectos. Tornei meu inglês mais rápido e com novos vocabulários, perdi o medo de errar. Além disso, aprendi uma nova cultura, a respeitar e entreter-me adequadamente. Para mim, isso é uma oportunidade de arriscar-me, de conhecer novos mundos e novas ideias que antes, imaginava que eram totalmente diferentes”, declarou.

O Programa – Na primeira etapa do Programa, os alunos participaram das aulas virtuais, que foram realizadas pelo Facebook, Hangouts e plataforma de aulas Top Notch, um site especializado no ensino do inglês. Na etapa presencial, os estudantes desenvolveram projetos, apresentações e outros trabalhos em grupos sempre em inglês, no total de 20 horas semanais por um mês, enquanto a terceira etapa segue com mais dois meses de aulas pela Internet.

Os 5% dos alunos concluintes que se destacarem durante o programa ganham 15 dias de imersão nos Estados Unidos, onde ficarão em casas de famílias americanas, conhecerão escolas de Ensino Médio, universidades, museus, entre outros, tudo para praticar o que aprenderam. Para a seleção para etapa de imersão, serão observados os critérios de participação dos alunos durante o programa, desempenho escolar, notas nos testes de nivelamento, desempenho nas atividades da plataforma online e avaliação de aspectos comportamentais.

 

Comentários

comentários