Comissão é criada para apurar duplicação da BR-163

Da Redação/JN

Foi publicado no Diário Oficial do Legislativo o ato 001/2018 criando a Comissão Temporária para acompanhamento da execução da obra de duplicação da BR-163, trecho que compreende o território de Mato Grosso do Sul.

A via corta o Estado de Norte a Sul e possui aproximadamente 840 quilômetros e que foi concedida a iniciativa privada em 2014.

A concessionária CCR MSVia, que administra a BR-163 e tem contrato para duplicação da rodovia, pretende receber autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para ampliar o prazo de entrega das obras.

Caso não seja assinado o aditivo, a empresa estuda desistir do convênio.

A CCR deveria construir a segunda pista em 806 dos 843 quilômetros concedidos, no entanto, executou cerca de 140 quilômetros desde que assumiu a concessão.

Os deputados estaduais e o Governo do Estado têm buscado a solução do problema, uma vez que 21 cidades por onde passa a BR-163 sofrem prejuízos financeiros com a queda do repasse do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN).

Comentários