Com vida, homem é dado como morto e levado para necrotério em Cuiabá

Ele voltou a ser atendido em UTI do Pronto Socorro, mas faleceu horas depois. Médica que o atendeu foi afastada

Mato Grosso – Um homem de 58 anos foi dado como morto e levado ainda com vida para o necrotério de um Pronto Socorro de Cuiabá, no Mato Grosso, no Centro Oeste do país. Ele foi encaminhado novamente para a Sala Vermelha da unidade, mas morreu cerca de 12 horas depois. A médica que “matou” equivocadamente Vitalino Ventura da Silva foi afastada de suas funções e o caso está sendo investigado.

Após ser levado vivo para necrotério e ser dado como morto, homem faleceu em UTI de Pronto Socorro de Cuiabá Foto:  Reprodução TVCA
Após ser levado vivo para necrotério e ser dado como morto, homem faleceu em UTI de Pronto Socorro de Cuiabá Foto: Reprodução TVCA

Vitalino estava internado desde o último dia 15 na unidade e teve duas paradas cardíacas na última sexta-feira, quando teve a sua “morte” atestada pela médica. De acordo com a Prefeitura de Cuiabá, Vitalino foi encontrado com sinais vitais dentro do necrotério do Pronto Socorro. Um relatório feito pela profissional detalha todo a movimentação do paciente entre morte e vida.

Uma pessoa que passava pelo necrotério registrou um vídeo que o mostra coberto por um lençol, se movimentando em cima de uma maca dentro do local para onde foi encaminhado pela médica, por volta de 23h. Cerca de uma hora depois, ele foi retirado de lá e levado novamente para a Sala Vermelha do PS, onde morreu cerca de 12 horas depois.

Uma sindicância está apurando as circunstâncias e as responsabilidades de funcionários do Pronto Socorro no caso. A médica, que não teve o nome divulgado, foi afastada de suas funções até o fim das investigações. O Conselho Regional de Medicina (CRM) também apura a conduta da médica e dou outros profissionais envolvidos.

O DIA

Comentários

comentários