Com show, simpósio na Capital traz novidades para universo Down

Pais de crianças com Síndrome de Down e especialistas estiveram reunidos em Campo Grande, nesta sexta-feira (24), para discutir a inclusão social. O tema do encontro “Desafios do nascimento à vida adulta”. Durante a abertura do 1º Simpósio em Mato Grosso do Sul, uma cartilha que traz os direitos de que convive com a síndrome de down foi distribuída.

Além de informações atualizadas, foram apresentados casos de superação, de avanços, sucessos de pessoas com a Síndrome de Down e um show de abertura com a dupla sertaneja Gilson e Junior.

A Dupla Gilson e Júnior com Caroline Brambilla, uma das organizadoras do evento
A Dupla Gilson e Júnior com Caroline Brambilla, uma das organizadoras do evento

O objetivo é discutir os direitos de portadores da síndrome, tanto na saúde, como na escola e no comércio.

Quando estava no sétimo mês de gestação e descobriu que a filha poderia ter Síndrome de Down, a funcionária Valéria Scapin disse que não pode conter o sentimento. No entanto, o maior medo estava por vir: assim que nasceu, a menina precisou fazer uma cirurgia com grande risco, já que ela não tinha o intestino formado.

Os desafios ainda foram constantes, mas a família permaneceu unida. Os pais da menina e a filha mais velha, que se tornou defensora pública, lutaram pela igualdade entre todos. No congresso, que vai até este sábado (25), eles dividem histórias parecidas.

A organizadora do simpósio, Caroline Brambilla Carvalho, disse que descobriu que o filho tinha Síndrome de Down quando ele nasceu. A cabeça da mãe ficou cheia de interrogações e, diante de tantas dúvidas, ela decidiu trazer profissionais de fora do Estado para debater o assunto, do nascimento até a vida adulta.

“Nosso principal objetivo é trazer a informação, para que cada vez mais os pais estejam preparados para receber esses bebês tão especiais e também os prepare para o mundo,  a informação foi o que fez total diferença pra mim”, disse Caroline Brambilla, uma das organizadoras do simpósio.

Vice-governadora Rose Modesto participou da abertura do Simpósio
Vice-governadora Rose Modesto participou da abertura do Simpósio

A cada 700 crianças que nascem no Brasil, uma tem síndrome de Down. Essa estimativa é do IBGE. O simpósio é realizado no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, no Parque dos Poderes. Interessados na cartilha podem entrar em contato pelo telefone (67) 8408-8520.

Para quem perdeu as pelestras desta sexta-feira, o evento será retomado neste sábado, a partir das 8 horas, no Palácio Popular da Cultura, com a presença do geneticista Zan Mustacchi, um dos mais renomados do país.

Uma palestra sobre esses direitos será feita com foco nas famílias. Feita por juristas, uma arquiteta e uma psicóloga, e ilustrada por um blog especializado em desenhos voltados para o direito, a cartilha explica de forma simples como e quais direitos têm os portadores da síndrome, como por exemplo o direito a professor especializado. A intenção é distribuir o material em escolas e entidades diversas.

Comentários

comentários