Com saudade na bagagem, pessoas viajam para rever familiares

O desejo de rever familiares e passar as datas comemorativas de fim de ano ao lado de pessoas que amam, levam várias pessoas a passarem horas dentro de ônibus e cruzarem divisas para matar a saudade. Nesta quinta-feira (24), véspera de Natal, muitas pessoas passaram pela rodoviária de Campo Grande com bagagens cheias de roupas, mas, principalmente, de amor.

DSC_0047
Movimento foi intenso na manhã desta quinta-feira (24) na rodoviária de Campo Grande. Foto: Kerolyn Araújo

A auxiliar administrativa Ana Carla Godoi, 29 anos, está de malas prontas aguardando o tão esperado embarque. Ela, que visitará familiares em Castilho, no interior de São Paulo, não vê os parentes desde o Natal passado. “É uma saudade imensa. Muito bom poder viajar e passar o Natal com a minha família. Serão poucos dias, mas vai dar para matar a saudade”, disse.

rodoviaria

Assim como Ana Carla que passará algumas horas dentro do ônibus, o pedreiro Emerson Roberto Venâncio, 35 anos, enfrentou mais de 15 horas de viagem com a esposa e uma filha de apenas cinco meses. A família, que é de Leme, em São Paulo, tem como destino a cidade de Sidrolândia, distante a 73 quilômetros de Campo Grande.

Com a esposa, filha de cinco meses e várias bagagens, Emerson enfrentou mais de 15 horas de viagem. Foto: Kerolyn Araújo
Com a esposa, filha de cinco meses e várias bagagens, Emerson enfrentou mais de 15 horas de viagem. Foto: Kerolyn Araújo

Para Emerson, que veio com a família para Mato Grosso do Sul passar o Natal e o Ano Novo com familiares da esposa, um dos maiores problemas da viagem são os atrasos. “Estamos com criança pequena. Além da viagem ser longa, os atrasos dos ônibus acabam deixando tudo mais cansativo”, contou.

Com o marido, Mariana Ferreira, 32 anos, segue viagem para Dourados, também para passar as datas festivas ao lado de parentes. “Não temos mais ninguém da família cidade. Chega essa época do ano e temos que ir matar a saudade e rever os parentes”, relatou.

Kerolyn Araujo

 

Comentários

comentários