Com polêmica da arbitragem, Galo bica vitória dos Gaviões no céu do Independência

O Atlético-MG venceu o Corinthians por 1 a 0 no Independência, neste domingo, tirando o Timão da ponta do Brasileirão e chegando às primeiras posições na tabela. Róger Guedes teve de marcar duas vezes para conseguir um gol. No primeiro, a arbitragem anulou o tento do atacante por toque de mão de Ricardo Oliveira. Perto do fim do jogo, o jogador aproveitou cruzamento de Patric para marcar de novo e definir a vitória do Atlético-MG, em tarde que Tite, técnico da seleção brasileira, viu tudo de camarote.

Os donos da casa fizeram valer o mando no primeiro tempo. Dominaram o Corinthians e pressionaram a defesa paulista. Otero teve as melhores oportunidades, uma delas numa falta que explodiu no travessão. O lance que marcou a etapa inicial, porém, aconteceu aos 37 minutos. Após escanteio, Ricardo Oliveira bate na trave, e Róger Guedes marca no rebote. Depois de confirmar o gol, o árbitro Dewson de Freitas, alertado pelo auxiliar Wasley do Couto Leão, anulou o lance por entender que o Ricardo Oliveira tocou a mão na bola.

O Corinthians voltou com Emerson Sheik no time na vaga de Clayson, apagado. Os visitantes até tentaram incomodar mais, principalmente com chutes de longe, mas o Atlético-MG continou melhor. O gol da vitória só saiu no fim, porém, aos 41 minutos. Patric cruzou e Róger Guedes atropelou Mantuan para marcar.

O Atlético-MG volta a jogar pelo Brasileiro no sábado, quando enfrenta o São Paulo, às 16h, no Morumbi. Na quarta, porém, recebe a Chapecoense no Independência, às 19h30, pela Copa do Brasil. O Corinthians também tem compromisso no meio de semana: enfrenta o Independiente, quarta, 21h45, em Itaquera, pela Libertadores. Depois, no domingo, pega o Ceará, outra vez em sua arena, às 11h.

Comentários