Com novo delegado, DPC tem meta de se aproximar da comunidade

Delegado Titular da DPC, Antonio Silvano Rodrigues Mota. (Foto: Paulo Francis)
Delegado Titular da DPC, Antonio Silvano Rodrigues Mota. (Foto: Paulo Francis)

No quadro de Segurança Pública desta quarta-feira (16), do programa Capital Meio Dia, o Delegado de Policia Dr. Antonio Silvano Rodrigues Mota, que assumiu a 10 dias o Departamento de Policia da Capital (DPC), pode comentar um pouco a forma de atuação do departamento e quais suas metas a frente do órgão.

Após entrevista na Rádio, Silvano explicou ao Página Brazil que o DPC congrega todas as delegacias distritais, da 1ª até a 7ª e algumas delegacias dos municípios próximos a Campo Grande, como Terenos, Sidrolândia, Ribas do Rio Pardo, Bandeirantes, entre outros.

“A DPC tem por atribuição a administração dessas delegacias, o contato direto com os delegados titulares e plantonistas. As Depacs (Delegacias de Pronto Atendimento Comunitário), também estão inseridas na DPC, pela preocupação que nós temos no pronto atendimento da comunidade, que é um dos objetivos de criação da mesma, e a operacionalização de uma maneira que nós possamos dar um atendimento rápido dentro daquilo que o morador necessita”, conta.

O delegado ressalta que como gestor do departamento, sua meta é dar continuidade ao que ja vem sendo praticado anteriormente, com um trabalho de aproximação direta com a comunidade, um projeto que foi muito bem construído através dos conselhos de segurança comunitária.

“Essa politicas de policia comunitária vem sendo difundida há algum tempo, nós sabemos que muitas pessoas ainda tem uma resistência no contato com as delegacias, até mesmo por não ter tido uma proximidade ou uma real necessidade de um serviço policial. Nós queremos justamente quebrar esta resistência, ainda temos algumas dificuldades mas procuramos fazer de uma maneira mais próxima possível das pessoas que forem vitima de um crime”, afirma.

Em paralelo com esse trabalho de policia comunitária, o titular destaca que rotineiramente a DPC realiza ações de prevenção a criminalidade que são essenciais nas regiões mais criticas da cidade, mas todas elas receberão esse mesmo atendimento, sem exceções.

Silvano frisa que o DPC é uma unidade de natureza administrativa, então ele é mais reservado ao serviço interno, porem o cidadão que deseja esclarecimentos, informações, ou até mesmo uma visita para conhecer os serviços prestados, deve procurar a delegacia do bairro em que a pessoa reside, pois lá ele terá todo atendimento e orientação necessárias que o mesmo almeja.

Paulo Francis

Comentários

comentários