Com lesão no ombro, Cielo está fora do Mundial de Kazan

O campeão olímpico e mundial Cesar Cielo não cai mais na piscina de Kazan, onde é disputado o Mundial de Esportes Aquáticos. Na manhã desta quarta-feira, a comissão técnica brasileira de natação informou que, por razões médicas, optou por cortar o nadador das competições na Rússia.

Cesar Cielo deixou o Mundial de natação em Kazan - Foto: REPRODUÇÃO
Cesar Cielo deixou o Mundial de natação em Kazan – Foto: REPRODUÇÃO

Segundo Gustavo Magliocca, médico da equipe de natação do Brasil, Cielo havia se queixado de dor no ombro esquerdo, que nos exames físicos iniciais apontaram uma lesão no tendão supre espinhoso, bastante utilizado nos movimentos da natação. O retorno do nadador ao Brasil, de acordo com especialista, é importante para preservá-lo para o objetivo principal, que são os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, marcados para começar a exatamente um ano.

“Essa lesão foi evoluindo à medida que ele nadava. Ontem tivemos 24 horas de repouso e pudemos observar melhor a evolução da lesão. Optamos em fazer um ultrassom do ombro que mostrou que o processo inflamatório era maior e um pouquinho mais avançado do que a gente imaginava, acrescentando outros diagnósticos à hipótese inicial médica. Considerando o estado físico dele, o pouco tempo que tínhamos aqui e, principalmente, o foco nos Jogos Olímpicos Rio 2016, optamos pelo corte neste momento para preservá-lo e iniciar o mais rápido possível a reabilitação desse ombro”, explicou Gustavo.

Cesar Cielo, que deverá ficar em recuperação por um período de 12 semanas, já está retornando ao País para realizar exames de imagem e iniciar a fisioterapia. Dessa forma, o nadador, medalhista de ouro nos 50m livre em Pequim 2008, perderá a prova em que é especialista em Kazan. Bruno Fratus será o representante nacional na disputa.

Na última segunda-feira, Cielo disputou a final dos 50m borboleta, em prova que terminou na modesta sexta colocação, com vitória do francês Florent Manaudou e prata para o brasileiro Nicholas Santos. Após o mal resultado, Cielo admitiu que não vivia um bom momento e que não estava nadando bem.

GAZETA ESPORTIVA

Comentários

comentários