Com gol de Everton, Grêmio vence o América-MG na Arena

Grêmio voltou a vencer na Arena pelo Brasileirão. Há mais de um mês sem ganhar em casa, o time de Renato Portaluppi bateu o América-MG por 1 a 0, gol de Everton, e chegou aos 19 pontos em casa, ficando apenas um atrás do vice-líder Atlético-MG. O próximo compromisso da equipe será o último jogo antes da parada da Copa, contra o Sport, na Ilha do Retiro, na quarta-feira.

Em uma tarde de chuva e frio na Capital, o Grêmio foi a campo com um desfalque no meio-campo. O volante Jailson, que recebeu proposta do Santos, foi retirado da concentração ainda no sábado e deve ser anunciado em breve como reforço do clube paulista. Em seu lugar, Renato optou por escalar Cícero.

Repetindo o modelo de marcação intensa aplicado pelo Palmeiras no meio da semana, o América-MG criou jogadas de perigo nos minutos iniciais. A principal tentativa foi de Ademir, aos 7 minutos, em conclusão da entrada da área, que passou por cima do gol de Marcelo Grohe.

O Grêmio equilibrou as ações aos 11 minutos, com a primeira chegada em chute de longe de Luan, encaixado pelo goleiro Jori. Aos 13, quase gol contra: após escanteio cobrado por Everton, Cícero desviou e o zagueiro Messias, na tentativa de afastar a bola, quase cabeceou para a própria meta.

A equipe de Renato seguiu pressionando. No lance seguinte, em cobrança de escanteio feita por Luan, o goleiro do América-MG errou na saída do gol e a bola sobrou livre para Everton, que desviou de pé esquerdo no travessão.

Apostando no contra-ataque em velocidade, o time mineiro respondeu aos 27 minutos. Foi quando Aylon lançou para Gerson Magrão, dentro da área, que concluiu em chute perigoso, à direita do gol de Marcelo Grohe. O América-MG ainda teria outra chance em cobrança de falta de Aderlan, que passou por cima.

Para superar a defesa do time mineiro, o Grêmio contou com um passe preciso de Cícero. O volante deu um lançamento primoroso para Everton, que matou a bola no peito e tirou o goleiro Jori do lance, avançando até a pequena área para empurrar a bola para a rede.

_ É o meu melhor momento. Na primeira, acertei o travessão, mas depois fiz, agora é manter a tranquilidade para matar o jogo _ avaliou Everton no intervalo.

O América-MG voltou para o segundo tempo disposto a buscar o empate. Teve ótima chance aos três minutos, em lançamento de Ademir para Gerson Magrão, que concluiu para bela defesa de Marcelo Grohe. Outra oportunidade veio no lance seguinte, em chute de longe do volante Christian.

Tentando matar o jogo, o Grêmio voltou a chegar ao ataque na base dos lançamentos em longa distância. Aos oito minutos, Léo Moura achou Everton na área, mas o atacante foi atrapalhado por Aderlan na conclusão. Apesar das reclamações de pênalti, a arbitragem nada marcou. O time de Renato teve outra chance aos 10 minutos, em cobrança de falta de Luan, na qual Cícero desviou de cabeça para fora.

Em busca do segundo gol, o técnico Renato promoveu o retorno de Jael, recuperado de lesão, na vaga de André. Ao seu estilo, o camisa 9 criou chance aos 24, servindo Everton na área, mas o lateral Aderlan afastou o perigo. Aos 29, Arthur deu um passe de cavadinha para Cortez, dentro da área, que cruzou para Thaciano concluir nas mãos do goleiro Jori.

Controlando as ações do jogo, o Grêmio ainda chegaria ao ataque com Everton. O Cebolinha, com dribles insinuantes, como se estivesse jogando futsal, era a principal figura ofensiva do time de Renato. Aos 36, o atacante recebeu na entrada da área e concluiu no canto, espalmado pelo goleiro do América-MG. Nos minutos finais, Everton ainda receberia o terceiro cartão amarelo, o que o tirou do jogo com o Sport na quarta-feira.

Comentários