Com dois novos hospitais, Dourados terá nova missão na saúde pública, diz secretário de saúde do estado

Da Redação

Os dois novos hospitais que estão sendo construídos em Dourados vão transformar o perfil da saúde pública em Mato Grosso do Sul. Um deles é o Hospital da Mulher e da Criança, que está sendo edificado em área anexa ao Hospital Universitário (HU) com 30% do projeto executado e o outro é o Hospital Regional, que está na fase de fundações num terreno situado às margens da Rodovia BR-463, na saída para Ponta Porã.

Foto: Ricardo Minella

A afirmação foi feita pelo secretário estadual de Saúde Geraldo Resende, em visita a Dourados na sexta-feira (8.3) acompanhado pelo ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, que foi conhecer o estágio atual das obras nas duas estruturas.

Segundo Geraldo Resende, quando estiverem em funcionamento, o Hospital da Mulher e da Criança e o Hospital Regional da Grande Dourados vão possibilitar o reordenamento na atenção à saúde nas áreas de média e alta complexidade. Essa estratégia, segundo ele, vai possibilitar que os 34 municípios da Grande Dourados tenham um atendimento de qualidade mais próximo de seus moradores, desafogando as unidades hospitalares da capital, Campo Grande.

“Essas novas unidades hospitalares inserem-se na proposta que me foi incumbida pelo governador Reinaldo Azambuja, de concluir a implantação do PDR – Plano Diretor de Regionalização, que vai reestruturar a saúde pública em Mato Grosso do Sul”, salientou Geraldo Resende.

A vistoria contou com a presença de diversas autoridades, como o deputado estadual José Carlos Barbosa, a prefeita Délia Razuk e os prefeitos de Marcos Pacco (Itaporã) e Donato Lopes (Rio Brilhante), vereadores locais e da região, médicos, enfermeiros, lideranças comunitárias, acadêmicos e outros profissionais, que passaram a conhecer as obras na fase atual.

Mulher e criança

A construção do Hospital da Mulher e da Criança está sendo possível graças ao apoio do governo do Estado. A obra vem sendo construída em área doada, no ano de 2016, pelo governo do Estado em termo de compromisso assinado pelo governador Reinaldo Azambuja durante a Caravana da Saúde em Dourados.

Na semana passada, o projeto atingiu cerca de 30% das obras executadas. De acordo com o cronograma de trabalho, dentro de 14 meses a primeira etapa estará concluída. Já nesta fase, a população feminina e infantil de Dourados e outros 33 municípios da região passarão a contar com o acréscimo de 55 novos leitos hospitalares de internação, Pronto Atendimento Pediátrico e Obstétrico, Centro Obstétrico e Centro de Parto Normal. Na fase seguinte, serão ofertados mais 80 leitos para UTI’s.

A primeira etapa do Hospital, que demanda investimentos de R$ 34 milhões, já teve liberados, no ano passado, R$ 28 milhões, sendo R$ 9 milhões provenientes de emenda parlamentar e R$ 19 milhões oriundos do Ministério da Educação, articulados pelo secretário Geraldo Resende ainda quando exercia o mandato de deputado federal, com apoio de outros membros da bancada. No total, a unidade terá uma área construída de 6,3 mil metros quadrados, além de 18 mil metros quadrados de urbanismo e infraestrutura.

Hospital Regional

O Hospital Regional de Dourados está sendo construído às margens da Rodovia BR-483, na saída para Ponta Porã, e atenderá pacientes dos 34 municípios das regiões da Grande Dourados, Conesul e Faixa de Fronteira do Estado. A unidade terá leitos distribuídos em enfermaria masculina e feminina, de isolamentos, UTI adulto, UTI pediátrica, leitos de observação adulto, centro cirúrgico e obstétrico, farmácia, unidade de nutrição, anexo de serviços, pronto atendimento e observação de isolamento, recuperação e pós-anestésica e recuperação de endoscopia, totalizando 210 leitos e 10.706 m² de área.

A Unidade Hospitalar significará um investimento global de mais de R$ 53 milhões quando concluídas as três etapas da edificação. O investimento foi conquistado pelo secretário Geraldo Resende (na época deputado federal) com o apoio de outros membros da bancada e do governador Reinaldo Azambuja.

O Hospital Regional atenderá pacientes dos 34 municípios das regiões da Grande Dourados, Conesul e Faixa de Fronteira do Estado.

Comentários