Com dois gols de André, Sport goleia o Inter, segue líder e 100% em casa

Rubro-Negro chega a seis vitórias em seis partidas diante do seu torcedor na competição. São, ainda, 25 jogos seguidos sem derrotas como mandante desde o ano passad

O Sport vai, a cada jogo que passa, afastando de si o rótulo de surpresa deste Campeonato Brasileiro. O time que é uma realidade e conta com o técnico que há mais tempo comanda uma equipe da Série A, Eduardo Baptista, chegou a seis vitórias em seis jogos como mandante na competição ao golear o Internacional, por 3 a 0, na noite desta quarta, na Ilha do Retiro, pela décima rodada. A liderança segue com a equipe, única ainda invicta na competição. André, duas vezes, e Marlone, últimos contratados para a sequência da temporada, fizeram s gols.
 Olha ele aí! André soma três gols no Brasileirão (Foto: Anderson Stevens/Eleven/LANCE!Press)

Olha ele aí! André soma três gols no Brasileirão (Foto: Anderson Stevens/Eleven/LANCE!Press)

O triunfo diante do semifinalista da Libertadores em Recife ainda ampliou para 25 o número de jogos seguidos do Sport sem derrotas como mandante no Brasileirão, contando a edição de 2014 – são 18 vitórias e sete empates desde outubro do ano passado. O Leão soma, agora, 22 pontos, contra 13 do Inter, que segue sem justificar a sua condição de um dos favoritos ao título – o time é semifinalista da Libertadores. O Sport voltará a atuar pelo Brasileirão no próximo domingo, quando visitará o Avaí, a partir das 11h, na Ressacada. Já o Internacional, no mesmo dia, mas às 18h30, receberá o Atlético-MG, no Beira-Rio.

ANOTOU A PLACA, COLORADO?

Sobrou velocidade para Sport e Internacional nos primeiros minutos na Ilha do Retiro. Promessa de equilíbrio? Nada disso. Apenas o Leão seria eficaz com a bola nos pés. Eficiência que, em um primeiro momento, ainda contou com o auxílio colorado. Nico Freitas errou ao recuar, André aproveitou, serviu Régis e Alan Costa derrubou o camisa 10 dentro da área. Coube a André garantir o 1 a 0, aos nove minutos. Refém de jogadas individuais, o Inter deixou a desejar na marcação, oferecendo espaço e chances aos comandados de Eduardo Baptista. Em uma delas, Rithely, sem ser incomodado, quase surpreendeu Muriel.

Transbordando eficácia, o Sport chegou ao merecido segundo gol, aos 30 minutos. Após cobrança de escanteio, Marlone ficou com a sobra e, de fora da área, venceu Muriel. Mais cinco minutos e a vitória rubro-negra ganharia o status de goleada, após André receber de Régis e finalizar sem chance para o camisa 1 colorado. As ausências de Wendel e Diego Souza, ambos suspensos, não foram sentidas. O Inter, apesar de mais posse de bola (60% contra 40%) não apresentou a volúpia ofensiva do rival. Nem mesmo os lampejos de Valdívia fizeram a diferença a favor do semifinalista da Libertadores.

Marlone marcou seu primeiro gol pelo Sport (Foto: Anderson Stevens/Eleven Eleven/LANCE!Press)

INTER TENTA, MAS SPORT CONFIRMA GOLEADA

A missão do Internacional não era das mais simples para os 45 minutos finais na Ilha. O Sport não apresentou a mesma volúpia ofensiva, mas soube trabalhar a bola quando teve a sua posse e seguiu levando perigo ao gol de Muriel. Já o Colorado de Diego Aguirre tentou. Não faltou aplicação, mas a noite não era do Inter. Os 12 desfalques entre jogadores lesionados, poupados ou convocados, no caso de Aránguiz, seguiram pesando para o Inter, que tinha mais posse de bola, mas não mostrava competência para vencer Danilo Fernandes.

A parte final do jogo não apresentou novidades. Enquanto o Inter tentava ao menos diminuir o prejuízo adquirido no primeiro tempo, o Sport, quando tinha a bola, não abdicava de atacar. Mas os gols estavam reservados apenas para o primeiro tempo, o que não diminuiu a empolgação da torcida do Leão. A missão rubro-negra, agora, é vencer fora de casa no Brasileirão. Já o Colorado segue decepcionando enquanto que o primeiro duelo com o Chivas, no próximo dia 15, se aproxima.

FICHA TÉCNICA
SPORT 3 X 0 INTERNACIONAL

Local: Ilha do Retiro, em Recife
Data-horário: 1/7/2015 – 19h30
Árbitro: Péricles Bassols Cortez (Fifa-RJ)
Auxiliares: Rodrigo Henrique Corrêa (RJ) e Luiz Claudio Regazone (RJ)
Renda/Público: Não divulgados.
Cartões amarelos: Régis e André (SPT); Alan Costa e Geferson (INT)
Cartões vermelhos: Léo (INT), aos 46’/2ºT

Gols: André, 9’/1ºT(1-0); Marlone, 30’/1ºT(2-0) e André, 35’/1ºT(3-0).

SPORT: Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Mateus Ferraz, Durval e Renê; Rodrigo Mancha, Rithely, Régis (Samuel, 20’/2ºT) e Marlone (Danilo, 40’/2ºT); Maikon Leite (Neto Moura, 32’/2ºT) e André – Técnico: Eduardo Baptista.

INTERNACIONAL: Muriel, Léo, Alan Costa, Nilton e Geferson; Nico Freitas, Wellington (Rodrigo Dourado, 29’/2ºT), Jorge Henrique e Valdívia (Vitinho, 9’/2ºT); Nilmar (Alisson Farias, 16’/2ºT) e Rafael Moura – Técnico: Diego Aguirre.

Comentários

comentários