Com campeã olímpica, São Silvestre terá atletas de seis países na elite

Queniana Jemima Sumgong, atual campeã olímpica, é o destaque da São Silvestre (Foto: Divulgação)

A 92ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre terá representantes de seis países na categoria de elite. Ganhadora da maratona dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016, a queniana Jemima Sumgong é o destaque da corrida tradicionalmente disputada no último dia do ano.

Além do Quênia, Tanzânia, Etiópia, Colômbia, Bolívia e Alemanha também contarão com competidores na elite em São Paulo. Na prova feminina, a principal concorrente de Jemima na briga pela vitória deve ser a etíope Ymer Ayalew, tricampeã da São Silvestre.

Na prova masculina, o etíope Dawit Admasu, campeã da edição de 2014 da São Silvestre, buscará o bicampeonato. O também etíope Leul Aleme, atual vice-campeão da prova paulistana e ganhador da Meia Maratona do Rio de Janeiro em 2014, está no páreo.

A edição de 2016 da Corrida Internacional de São Silvestre reunirá aproximadamente 30 mil corredores por 15 quilômetros na capital paulista. A prova começa e termina na Avenida Paulista, com largada na altura da rua Ministro Rocha Azevedo e chegada em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero.

A elite feminina da São Silvestre parte às 8h40 (de Brasília) do dia 31 de dezembro e a masculina, às 9 horas.

Comentários