Com apenas 41 minutos em campo, Jean Chera é dispensado do Cuiabá

Não durou quase nada a passagem do jovem Jean Chera no Cuiabá. Foram apenas quatro meses, dois jogos disputados, nenhum gol e 41 minutos em campo.

Jean Chera pouco tocou na bola quando entrou
Jean Chera pouco tocou na bola quando entrou

A dispensa foi confirmada nesta semana pelo Dourado, que preferiu não se manifestar sobre os motivos da saída do atleta, que chega ao décimo clube na carreira, todos sem sucesso. Na maioria dos jogos do Cuiabá no primeiro semestre, ele não ficou sequer no banco de reservas.

Entrou em apenas dois: 24 minutos contra o União e outros 17 contra o Cacerense, ambos pela primeira fase do Mato-Grossense.

Pelo que foi apurado pela reportagem, Jean Chera nunca caiu nas graças da comissão técnica. Descompromissado nos treinos, ele não demonstrava intensidade nos trabalhos. Para piorar, o percentual de gordura do atleta sempre esteve acima do estipulado no Dourado. Enquanto os atletas atingem no máximo 10 de percentual, Jean Chera nunca baixou de 14.

As constantes baladas do atleta também não caíram bem na equipe. Por diversas vezes ele foi multado por não acatar as ordens da diretoria e comissão técnica. Em recente entrevista, Jean falou do sistema tático do Cuiabá em que praticamente todos os atletas têm que marcar. Ele afirmou que não se encaixava nesse estilo de jogo.

– Sigo me esforçando nos treinos, mas não tenho tido oportunidades. O Cuiabá tem um estilo de jogo que não me favorece. Porém não vou desistir de tentar – disse, no dia 16 de abril, sentado nas arquibancadas da Arena Pantanal, enquanto o Cuiabá empatava com o Luverdense pela Copa Verde.

Decepções, futuro, relação com o pai: Jean Chera tenta recomeço na carreira

Assim que foi apresentado no Dourado, a esperança era que finalmente Jean Chera emplacasse no futebol. Perto da família – que mora em Vera (460 km de Cuiabá) -, na disputa de um torneio estadual considerado mais fraco e mais maturidade foram apontados como alguns dos motivos para um possível sucesso. Em vão.

A reportagem entrou em contato com o jogador, mas ele afirmou que não irá se manifestar sobre a saída por enquanto.

Apontado desde o começo da carreira no Santos como o Messi de Mato Grosso, Jean Chera treinou com Neymar, sendo ambos apontados como futuro do futebol brasileiro. Agora, ele acumula 10 equipes com apenas 20 anos: Santos, Genoa-ITA, Flamengo, Atlético-PR, Cruzeiro, Oeste, CS Universitatea Craiova-ROM, Pinheiros-SC, Paniliakos-GRE e, por fim, Cuiabá.

globoesporte.com

Comentários

comentários