Cleiton Xavier sente incômodo e será reavaliado para o Choque-Rei

Depois de jogar 90 minutos contra a Ponte Preta, no sábado, meia ficou em campo só por 45 minutos contra o Fluminense. Ele sentiu o músculo adutor

O meia Cleiton Xavier voltou a causar preocupação no Palmeiras. Titular pela terceira vez seguida, ele sentiu dores musculares durante o primeiro tempo do jogo contra o Fluminense, nesta quarta-feira, saiu no intervalo e será avaliado para saber se jogará o clássico de domingo, contra o São Paulo.

Cleiton Xavier disputa com Pierre durante jogo desta quarta (foto:Miguel Schincariol/LANCE!Press)
Cleiton Xavier disputa com Pierre durante jogo desta quarta (foto:Miguel Schincariol/LANCE!Press)

– O Cleiton sentiu cansaço, dor no adutor – resumiu Cuquinha, auxiliar que comandou a equipe do banco de reservas porque Cuca estava suspenso.

Cleiton não passou pela zona mista do Allianz Parque para detalhar as dores que sentiu, então ainda não é possível saber o tamanho da preocupação causada, mas qualquer dor muscular já é sinal de alerta para o jogador, vide a recente sequência de lesões que o deixou fora por oito meses.

Nesta semana, Cleiton foi submetido a uma carga maior do que nas anteriores. Ele jogou os 90 minutos da derrota por 2 a 1 para a Ponte Preta, no sábado, algo que não fazia havia quase um ano. Depois de folgar no domingo, treinou no gramado na segunda e na terça-feira e voltou a ser titular na quarta. Ele fez cinco jogos após retornar, e esta foi a primeira vez com um intervalo tão curto.

O Palmeiras faz um acompanhamento individualizado de Cleiton para evitar que ele volte a sofrer lesões. O atleta de 33 anos é avaliado diariamente antes que se defina se ele vai para o gramado, onde o impacto nos músculos e articulações é maior, ou se trabalha na academia, na piscina ou na caixa de areia.

Se Cleiton não puder jogar, as principais alternativas de Cuca são Moisés e Alecsandro. No caso do primeiro, entraria para ser o armador do time. Já o segundo seria o centroavante e deixaria Dudu mais centralizado, com Róger Guedes e Gabriel Jesus pelas pontas.(Lancepress!)

Comentários

comentários