Citados em investigação da CPI da Enersul começam ser ouvidos em 30 dias

O deputado Beto Pereira (PDT) anunciou nesta quinta-feira (29, )que devem ser iniciadas em no máximo 30 dias as oitivas com os 38 citados no relatório da Aneel, baseado na auditoria da Price Waterhouse Coopers, por envolvimento no esquema de pagamento de bônus indevidos a diretores do Grupo Rede, na CPI da Enersul/Energisa.

Deputado Beto Pereira, relator CPI da Enersul Foto Silvio Ferreira
Deputado Beto Pereira, relator CPI da Enersul Foto Silvio Ferreira

O deputado Pedro Kemp (PT) informou que o número de pessoas que devem ser ouvidas pela CPI deve ser bem maior do que as 38 pessoas.

Para o deputado, além de investigar as irregularidades na concessionária, a Assembleia precisa contar com um olhar mais próximo da agência reguladora, para verificar se, além de possíveis prejuízos com a majoração das contas dos consumidores, não estejam ocorrendo falhas na gestão e na eficiência energética da concessionária.

Kemp lamentou que em tão pouco tempo, a concessionária tenha que ser alvo pela terceira vez em investigações da Casa.

 

Silvio Ferreira

Comentários

comentários