Ciro diz que Odilon é uma joia e pede que população o eleja governador

O candidato a presidente da República pelo PDT, Ciro Gomes fez uma rápida visita a Campo Grande, na noite dessa quinta-feira, para participar de ato político com as lideranças estaduais e os candidatos do partido. Durante entrevista coletiva à imprensa, na entrada da Anoreg (Associação dos Notários e Registradores), e em seu discurso, o presidenciável fez questão de dizer que o candidato ao governo de Mato Grosso do Sul, juiz Odilon de Oliveira, é uma joia na política e pediu à população para elegê-lo governador.

“Meu caro Odilon você é uma joia, porque a política está espantando para fora os homens e mulheres de bem, decentes, que tem medo de se envolver na imundice, na ladroeira e praticamente a política brasileira não tem se renovado, ou quando se renova é com coisa pior ainda do que está aí, portanto vocês de Mato Grosso do Sul, por favor, não permitam que uma joia como essa se perca”, declarou Ciro.

Ele completou lembrando o grande currículo que possui Odilon em sua vida no Judiciário. “Um magistrado que tem uma obra importante que poucos têm. É muito fácil ficar se exibindo no jornal porque prendeu um político que não se mexe, eu quero ver é ir lá para a fronteira de Corumbá, ou para os outros municípios de fronteira e enfrentar o narcotráfico, o crime organizado, as facções criminosas, que despudoradamente mandam e desmandam no nosso país, ante a vil conduta das autoridades, e o Odilon é o oposto”.

Antes de deixar a magistratura, Odilon foi convidado pelo próprio candidato a presidente pedetista a fazer parte de um projeto de renovação para o Brasil e também para Mato Grosso do Sul. “Eu te agradeço meu irmão, meu amigo, o privilégio de ter sido eu que fui lá insultar o seu sossego para vir aqui dar a mão a essa nação. E vocês têm esse tesouro, eu preciso dele. Você vai ser o próximo governador, com o poder de Deus”, ressaltou Ciro.

Ao final da fala, Ciro disse que gostaria muito que o juiz Odilon, após vencer as eleições que, para ele, será no primeiro turno, fizesse uma parceria para ajudá-lo a vencer no segundo turno. “Eu não vou fazer isso com muita gente não, você pega seus planos, seus projetos, suas ideias, bote debaixo do braço e me cace onde eu estiver e vamos nós dois juntos bolar um plano para ajudar o Mato Grosso do Sul e o Brasil”.

Comentários