Chuva deixa novamente áreas da Capital embaixo d’água e com acidentes

Lúcio Borges

Imagem da Via Parque (Foto enviada via WhatsApp)

Chuva um pouco mais forte, é sinal de uma Campo Grande ao redor dos córregos, embaixo d’água, carros quase submersos e muita enxurrada em ruas que viram extensão dos vales e se tornam um perigo. Os córregos, mal cuidados com assoreamento ou cheiro de terra ou que foram reformados e diminuídos em tamanho/capacidade,  transbordaram com o temporal que cai na Capital desde o meio da manhã desta terça-feira (26), ilhando condutores que se arriscaram em passar pelas vias. Veja abaixo os videos enviados ao Página Brazil, em chuva que já passou a 60 milímetros na cidade entre as 9 a 12 horas.

A situação se repete, a cada forte chuva, em algumas áreas, que já “se tornaram rotina” em ver o ‘mar de água’ em toda extensão de grandes avenidas, como a Via Parque, próxima da principal avenida da cidade, a Afonso Pena. Bem como na rotatória da Avenida Mascarenhas de Moraes com Rachid Neder.  Na Ricardo Brandão, próxima a Câmara de Vereadores, e, na redondeza da Rua Joaquim Murtinho, a situação é a mesma e de grande extensão de água e perigo com invasão de prédios e carros submersos.

Conforme foto, vídeo de moradores dos luxuosos prédios, próximo da Via Parque, o transbordamento do Córrego Prosa levou quatro carros. Dois jipes foram levados até o local e guincharam os veículos. Móveis que estavam expostos por vendedor próximo da pista também foram arrastados.

Já o registro de transbordamento do córrego Prosa na altura da Rua Joaquim Murtinho, uma mulher ficou presa dentro do carro e foi resgatada por testemunhas. A mulher foi resgatada de dentro do carro, na esquina da Avenida Fernando Corrêa da Costa com a Joaquim Murtinho. Contudo, a água transborda o córrego, mas há condutores que ainda se arriscam em trafegar.

O lado que também em geral se transforma em rio, no Córrego Anhanhuizinho, em frente ao shopping Norte Sul, desta vez ainda não transbordou e está com a vasão funcionando.
O meteorologista Natálio Abraão, repassou que Campo Grande já teve 60,8 milímetros, nesta chuva de hoje, com cerca de seis horas, quase que ininterruptas.
O percentual já chega e pode ultrapassar a previsão para hoje, que seria de 66 milímetros.
A chuva oscilou em intensidade, mas é registrada em toda a cidade. A previsão para amanhã é de mais temporal e queda na temperatura, podendo chegar a 22ºC.

Comentários