Cel David confirma candidatura a prefeito que será lançada por presidente nacional e Bolsonaro

Jaber Candido (canto direito) com deputado Davi e cúpula nacional do PSC
Jaber Candido (canto direito) com deputado Davi e cúpula nacional do PSC

O deputado estadual Carlos Alberto David (PSC) confirmou ontem (19) ser mais um nome a disputar a prefeitura de Campo Grande. O partido irá ratificar o anúncio, no próximo dia 10 de junho, quando fará o lançamento oficial da pré-candidatura, que contará com a presença do presidente nacional da legenda, Pastor Everaldo e também do polemico Jair Bolsonaro, deputado federal pelo Rio de Janeiro, que pretende ser candidato a presidência da Republica em 2018, sendo projetado com as candidaturas a prefeito nas capitais. O social cristão será o quinto parlamentar da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, a entrar na disputa eleitoral de 2016 e é o oitavo nome já ‘lançado’ para o pleito na Capital, entre os pelo menos 13 que o Página Brazil já havia anunciado em abril, dentro das pretensões das siglas no município.

A candidatura do deputado, mais conhecido como Coronel David, será uma novidade entre os nomes já apresentados. Ele, que fez carreira e foi por anos dos comandos da PM (Policia Militar de MS), entrou no rol da política institucional recentemente, tendo participado de sua primeira eleição em 2014, ficando como suplente de deputado, onde em abril deste ano, assumiu a vaga do titular Barbosinha (PSB), chamado para ser secretário de Segurança Pública de MS. A outras candidaturas já anunciadas são da vice-governadora Rose Modesto (PSDB), dos também deputados estadual Marcos Trad (PSD) e Marcio Fernandes (PMDB), do vereador Alex do PT, da ex-vereadora Tereza Name (PDT) e do engenheiro civil Aroldo Figueiró (PTN). Além da reeleição do prefeito Alcides Bernal (PP).

De acordo com Cel David, esta ‘novidade’ será um dos motes a ser apresentado na campanha, bem como uma nova proposta ou visão do partido de ações para a administração da Capital. A candidatura ganhou mais volume, com o PSC de MS, agora tendo um senador da Republica, com a posse do empresário Pedro Chaves, no Senado Federal nesta semana. “A Capital vem sofrendo nos últimos anos, além de solucionarmos essa questão em geral, queremos apresentar uma outra forma de politica, de gestão para nosso município e colocar tudo para a população avaliar e ver se pode ou não ser aplicado e ou mudado na pratica politico-administrativa”, avalia o pré-candidato.

Assim, será no próximo dia 10 de junho, às 9 horas, realizado o lançamento da pré-candidatura do PSC à prefeitura de Campo Grande. O evento deve ocorrer na Câmara Municipal da Capital e conta com apoio de aliados do Partido Social Cristão.

Presenças de pesos e “da polemica”

jair-bolsonaro-racistaO deputado federal, Jair Bolsonaro, o presidente do partido, Pastor Everaldo, e o mais novo senador, Pedro Chaves, já confirmaram presença no lançando da pré-candidatura. Bolsonaro como todos sabem, por onde passa, como já fez em Campo Grande, no ano passado, retrata ou faz até questão de mencionar alguma polemica. A candidatura de Cel. David pode enfrentar algum reflexo deste contexto do correlegionário, mas também agregar os interessados e que vêem somando, concordando com as visões de Bolsonaro, que já soma 8% em pesquisas já realizadas para presidente.

Contudo, o presidente municipal de Campo Grande do PSC, Jaber Cândido, e o secretário-geral do partido, José Roberto Gomes, apontam as qualidades do pré-candidato e que terá todo o apoio na eleição municipal. “Este é um momento muito importante em que o PSC vive e conta com um candidato que representa com louvor o nosso partido. Acredito na palavra e nas ideias do Coronel David, que tem um pensamento racional e democrático”, enfatizou Jaber.

“O Coronel David tem um diferencial que é a honestidade e abraça o lema do nosso partido, que é trabalhar em prol do ‘ser humano’. Além disso, luta pela saúde social e econômica da família”, falou o secretário-geral.

Candidatura já lançadas

Clique nos links abaixo e veja os nomes e partidos já apresentados.

PMDB

PSDB

PDT

PT

PSD

 

Comentários

comentários