CCR adere ao processo de relicitação e deixará administração da BR-163

Da Redação

A CCR MSVia, responsável pela administração da rodovia BR-163 que corta Mato Grosso do Sul em um trecho de 845 km, informou que aderiu ao processo de relicitação. Com isso, a empresa devolve a BR à União, mas poderá participar do novo certame.

A decisão ocorre dois anos depois de o grupo suspender a duplicação de 798 km da rodovia.  A CCR deve apresentar nos termos de lei que faculta a saída do processo de concessão.

A comunicação foi apresentada à ANTT (Agência Nacional dos Transportes Terrestres) e publicada nesta quinta-feira (19) no site da Câmara de Valores Mobiliários.

Em nota,  o diretor de relações com investidores da CCRMSVia, ArthurPiotto Filho,  informa que a “companhia manterá os seus acionistas e o mercado em geral devidamente informados a respeito de eventuais desdobramentos relacionados ao assunto”.

O pedido ocorrerá depois do cumprimento de todas as etapas de aprovação na ANTT, Ministério da Infraestrutura, PPI (Programa de Parcerias e Investimentos) e, por fim, assinado pela Presidência da República.

A concessionária informou, ainda, que vai continuar com os serviços de assistência médica e mecânica aos usuários da rodovia.

Desde quando assumiu a obra e a administração da rodovia, em 2014, a CCR MSVia duplicou apenas 138,5 km do total previsto.

Comentários