CCJ vota hoje convite para Janot dar esclarecimentos

O primeiro item da pauta da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados de hoje é o convite para o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot falar sobre sua atuação na Operação Lava Jato e o relato que teria ido ao Supremo Tribunal Federal armado para assassinar o ministro Gilmar Mendes.

Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF.

O presidente do colegiado, deputado Felipe Francischini (PSL-PR), afirmou que “Janot tem muito a dizer ao Brasil, e a Comissão de Constituição e Justiça deve estar aberta e à disposição” para ele dar maiores explicações e responder às dúvidas dos parlamentares. Segundo ele, todos os partidos com quem conversou concordam com a aprovação do requerimento.

O deputado Delegado Pablo (PSL-AM), autor o requerimento (98/19), defendeu o convite para discutir as declarações do ex-procurador-geral sobre sua atuação na Operação Lava Jato, feitas em livro a ser lançado, e a busca e apreensão na residência e escritório de Janot. A ordem judicial partiu do ministro do STF Alexandre de Moraes, a partir do inquérito que apura ofensas, ameaças e informações contra ministros do Supremo

O requerimento também prevê o convite para o ex-ministro da Justiça Eduardo Cardozo e o chefe de gabinete de Janot à época, Eduardo Pelella.

*Com informações da Agência Câmara Notícias

Comentários