CCJ da Câmara aprova projeto que pode reduzir número de partidos

G1/JN

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou na quarta-feira (3) uma proposta que estabelece uma cláusula de desempenho eleitoral e pode reduzir o número de partidos políticos.

CCJ da Câmara aprova projeto que pode reduzir número de partidos

O texto, aprovado com 37 votos favoráveis e 14 contra, segue para a análise de uma comissão especial, antes de ir ao plenário principal da Casa.

A PEC (Proposta de Emenda à Constituição), aprovada no Senado em novembro do ano passado, altera o sistema eleitoral. Haverá restrição do funcionamento parlamentar, do acesso ao fundo partidário e do acesso gratuito ao rádio e à televisão aos partidos que não alcançarem pelo menos 3% dos votos válidos nas eleições para a Câmara.

Como regra de transição, a PEC estabelece, para as eleições de 2018, um patamar mínimo de 2% dos votos válidos na eleição para a Câmara.

A PEC traz alterações, que, na avaliação do relator, Betinho Gomes (PSDB-PE), pode diminuir a resistência ao projeto e facilitar a aprovação. O texto acaba com as coligações proporcionais de partidos, mas cria as federações partidárias.

A diferença das federações em relação às coligações partidárias é que as federações não se encerram no momento da eleição e precisam manter a mesma formação durante a legislatura, seguindo a posição política do grupo partidário.

Segundo o relator, partidos que não alcançarem a cláusula de desempenho nas eleições, poderão se unir a federações e continuar tendo acesso aos mesmos direitos que possuíam.

De acordo com deputado, com a aprovação na CCJ, será constituída uma comissão especial da Câmara para debater a proposta. O colegiado terá até 40 sessões para fazer a discussão. Com isso, ele espera que o texto chegue ao plenário principal da Casa somente no segundo semestre deste ano.

Comentários