CBF vê como erro do árbitro a expulsão de Lucas Lima

A comissão de arbitragem da CBF avalia como erro a expulsão do meia do Santos, Lucas Lima, no jogo diante do Internacional. Essa é a realidade nos bastidores da entidade porque, oficialmente, a informação é de que o árbitro Rodrigo Batista Raposo ainda será avaliado. A tendência, no entanto, é a punição do juiz.

RS - BRASILEIRÃO/INTERNACIONAL X SANTOS - ESPORTES - Lucas Lima, do Santos, deixa o campo após ser expulso da partida contra o Internacional,   válida pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre   (RS), nesta quinta-feira (8).   08/09/2016 - Foto: JEFERSON GUAREZE/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO
 Lucas Lima, do Santos, deixa o campo após ser expulso da partida contra o Internacional, válida pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS), nesta quinta-feira (8). 08/09/2016 – Foto: JEFERSON GUAREZE/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO

No jogo de quinta-feira, pelo Brasileiro, Raposo deu o segundo cartão amarelo e consequentemente o vermelho para Lucas Lima por cera. O lance ocorreu no final do primeiro tempo de jogo. O Inter ganhou a partida e gerou revolta no presidente do Santos, Modesto Roma, que classificou o trio de arbitragem de ”vagabundo” em entrevista à ESPN.

Questionada, por meio da assessoria, a comissão de arbitragem da CBF informou que a orientação para árbitros é ”acrescentar o tempo necessário ao jogo” quando houver cera. E disse que que não houve nenhuma mudança nesta instrução. Sobre o árbitro, a confederação disse que ele ainda será avaliado pela comissão independente de arbitragem e depois serão tomadas as medidas cabíveis. Enquanto isso, o chefe de arbitragem, Sergio Corrêa, não se pronunciaria sobre o lance.

Na prática, já existe a avaliação de que ele cometeu um equívoco. Primeiro, desrespeitou a orientação da confederação de acrescentar tempo para cera. Segundo, demonstrou falta de critério já que não adotou punição similar em outros casos, seja no jogo, seja no campeonato. (UOL)

 

Comentários

comentários