CBF informa que “suplentes” de Tite podem jogar o Brasileiro

LANCEPRESS!

A CBF informou nesta sexta-feira que conseguiu a liberação com a Fifa para que os 12 jogadores ‘suplentes’ da lista de 35 nomes de Tite poderão jogar o Brasileirão, caso eles sejam de times brasileiros, como são os caso do zagueiro Dedé, do Cruzeiro, e do atacante Dudu, do Palmeiras. Nesta sexta-feira, mais dois nomes foram descobertos: Luan e Maicon, do Grêmio. Da Espanha, o único ‘não brasileiro’ da lista, o goleiro Neto, do Valencia.

Dudu é um dos que estão na lista de pré-convocados para a Copa Foto: LANCE!
Dudu é um dos que estão na lista de pré-convocados para a Copa Foto: LANCE!

O que acontece é que, desde o ano passado, a Fifa já havia definido que os jogadores convocados pelas respectivas seleções têm até o dia 20/5, o último domingo, para contar com os atletas. No dia 21, eles seriam obrigados a liberar os atletas para os times nacionais.

A exceção seria a final da Champions League, que será neste sábado, em Kiev, na Ucrânia, entre Real Madrid e Liverpool. São três brasileiros envolvidos na competição: Marcelo e Casemiro, do Real, e Firmino, dos Reds. Esses só se apresentam na segunda-feira, já em Londres. A CONMEBOL entrou com um pedido e solicitou que atletas convocados também pudessem jogar a Libertadores, o que foi aceito.

No último meio de semana, Flamengo, Vasco e Cruzeiro, que têm jogadores convocados por outras seleções, jogaram a Libertadores com Cuellar, Trauco no Fla; Martín Silva no Cruz-Maltino e De Arrascaeta, pela Raposa. Isso sem contar com Dedé, na lista de 35 de Tite. Jogaram sem problemas, afinal, era jogo de Libertadores. Grêmio, com Geromel, e Corinthians, com Cássio e Fagner, têm jogadores entre os 23 da Seleção Brasileira, mas optaram por ceder os atletas no dia 21.

O Palmeiras, porém, jogou a Copa do Brasil e empatou em 1 a 1 com o América-MG, em São Paulo. A CBF informou ao Verdão que o atacante Dudu estava na lista dos 12 suplentes, mas a equipe comandada por Roger Machado, com medo de ser punida por jogar uma competição nacional com o camisa 7, procurou a CBF, que procurou a Fifa, mas não respondeu em tempo hábil. O Palmeiras, então, resolveu poupar o atleta, mas a partir de agora não precisa mais se preocupar. Está liberado.

 

 

Comentários