“Castramóvel” servirá para atender demandas de bairros distantes da cidade

Nádia Nicolau

O modelo de projeto Castramóvel já existe fora de Mato Grosso do Sul, mas em algumas cidades do Estado, inclusiva a Campo Grande é novidade, e essa é uma causa defendida pelo vereador veterinário Francisco.

Em entrevista ao Tribuna Livre, nesta sexta-feira (06), o legislador explicou o funcionamento do projeto que visa, principalmente, atender e fazer o controle da população animal dos bairros distantes da região central.

“Pessoas têm dificuldades de levar o animal ao CZZ [Centro de Controle de Zoonoses], e não se pode transportar o animal no ônibus coletivo”, argumentou o vereador. Ele disse que equipes de saúde farão levantamento para saber as demandas locais, descobrir quais são as áreas vulneráveis e que necessitam do serviço móvel.

A obtenção do Castramóvel faz parte do Programa de Castração de Cães e Gatos, desenvolvido pelo Vereador e, segundo ele, conta com recursos do Ministério da Saúde exatamente para este fim.

Ainda durante a entrevista, o vereador veterinário Francisco também anunciou que a UPA Veterinária, uma de suas maiores lutas já possui local de funcionamento autorizado, destacou também que a nova unidade de saúde animal será gerida pela SEMADUR (Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano).

Comentários