Cassems inaugura inédito e moderno hospital na Capital

O presidente da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do estado de Mato Grosso do Sul), Ricardo Ayache esteve nesta quinta-feira (6), em entrevistas a FM 95 Capital e ao Página Brazil, falando do ‘novo tempo’ para a assistência a Saúde dos funcionários públicos, bem como para toda área em Campo Grande. Hoje, será inaugurado o primeiro hospital da instituição na Capital, em unidade inédita e de grande proporção em atendimento a servidores no Brasil. Ayache, apontou que o centro médico é voltado ao servidor, mas que vai contribuir com o sistema do município, fornecendo um amplo espaço que atenderá cerca de 200 mil associados, que por consequência desafogará outros centros de Saúde da cidade.

Ayache exalta que a novidade marca um momento importante para setores público, com hospital moderno e de ponta sendo entregue. Foto Elivelton Almeida
Ayache exalta que a novidade marca um momento importante para setores público, com hospital moderno e de ponta sendo entregue. Foto Elivelton Almeida

Ayache exalta que a novidade marca um momento importante para setores público, com hospital moderno e de ponta sendo entregue. “Fizemos um hospital planejado, que foi todo concebido com qualidade e tecnologia de ponta para atender o servidor, familiares e até se autorizado mais gente do município, pois pelo sistema da Caixa de Assistência, parentes de até terceiro grau pode ser vinculado e com isso ser beneficiado do plano e por consequência deste grande empreendimento que estamos inaugurando hoje e que começa a funcionar por parte a partir de segunda-feira (10)”, explicou o presidente.

O gestor da Cassems detalha que o funcionamento ‘em parte’ também integra o planejamento da Unidade, para organização e qualidade de cada atendimento a ser colocado em pratica no hospital. “Será inaugurado nos altos da Avenida Mato Grosso, a mais nova unidade do Hospital da Cassems, que temos em outros municípios do Estado, a primeira na Capital, mas que vamos colocando em funcionamento gradualmente para ir liberando cada setor com cuidado, na proporção total e com todo a necessidade do setor e sua absoluta qualidade”, mencionou Ayache sobre o local que terá capacidade para atender cerca de 81 mil servidores e dependentes da Capital, em  centro de diagnóstico, totalizando 14 mil m².

Hospital

A capacidade de atendimento diária é de 1 mil pacientes e o investimento total foi de R$ 84 milhões, incluindo recursos próprios e do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro Oeste).

Os serviços da unidade campo-grandense, contará com dez salas cirúrgicas, 111 leitos de internação, pronto-socorro, centro de quimioterapia e UTIs (Unidades de Tratamento Intensivo) Adulto e Neonatal.

O atendimento ao público começa na próxima segunda-feira (10), a partir da ativação do Pronto Atendimento Adulto, que funcionará 24 horas, além do centro de diagnóstico, centro cirúrgico e de oncologia, internações clínicas e cirúrgica e UTI Adulto. No dia 17, o atendimento infantil.

Além dos usuários da Capital, os outros 119 mil beneficiários atendidos em oito unidades no interior do Estado também poderão usufruir.

Comentários

comentários