Casos: motoristas fogem após atropelar, matar um e deixar outro ferido grave

Lúcio Borges

Imagens retiradas do vídeo da ocorrência em pleno centro da Capital

A imprudência, irresponsabilidade e crime no trânsito de Campo Grande e em Três Lagoas marcou a noite desta sexta-feira (14), com uma vitima fatal, e outra, que ainda corre risco de sequelas graves. Os agora criminosos, eram motoristas de carros, que desobedeceram as leis e o bom senso e atropelaram um motociclista, Mauro José de Carvalho Gomes, 37 anos, e um pedestre, Jhonatam Vinícius Bezerra de Freitas, 23, que estava atravessando na faixa de pedestre. Veja abaixo, em vídeo e no decorrer do texto, que para piorar, ambos os causadores dos acidentes, fugiram do local e não prestaram socorro as vitimas.

O pior dos casos foi com Mauro José, que acabou morrendo, na noite de ontem, após se envolver em acidente de trânsito, no terceiro maior município de MS, a 338 km de Campo Grande. O motorista que causou o acidente invadiu a preferencial, deixou de prestar socorro à vítima e fugiu do local. O acidente ocorreu por volta das 22 horas, no cruzamento das ruas Mercúrio e Euridice Chagas Cruz, no Jardim Alvorada.

O condutor de um veículo invadiu a preferencial, bateu na motocicleta pilotada por Mauro, deixou de prestar socorro e fugiu do local, segundo o registro de ocorrência. A vítima foi socorrida pelo Samu e levada, ainda consciente, ao Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, com lesões no queixo, rosto e fortes dores no peito, mas não resistiu aos ferimentos e morreu horas depois.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), como homicídio culposo e evasão do local, mas as investigações ficarão a cargo da 2 DP. O autor ainda não foi localizado.

Crime na faixa filmado em vídeo

Já com Jhonatam Vinícius, o fato até já ocorreu há alguns dias, mas somente ontem foi revelado o video e toda a ocorrência em si. O condutor de um veículo VW Gol de cor prata atropelou o jovem, que é funcionário da Flex Park e estava em serviço,  quando ele estava na faixa de pedestre da Rua Maracaju, no cruzamento com a Rui Barbosa. O atropelador, como no primeiro caso, também fugiu sem prestar socorro.

O crime de trânsito aconteceu no último dia 22 e até então, Jhonatam não voltou ao trabalho por causa de fortes dores na perna esquerda. No dia do acidente, ele estava uniformizado e em horário de serviço, indo junto com o colega para a sede da empresa, localizada na região central.

O rapaz aparece no vídeo, ao lado de um colega de trabalho de 26 anos, que conseguiu escapar do atropelamento. “O semáforo da Maracaju fechou, assim eu atravessei, quando estava terminando de passar, vi um carro que estava parado/parou, já o outro que veio atrás continuou e acelerou. Meu colega ainda conseguiu pular para a frente”, aponta Jhonatam Vinícius.

Pessoas que estavam no local ainda tentaram mais não conseguiram anotar a placa do carro. No dia do acidente ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e a BPtran (Batalhão de Trânsito) registrou a ocorrência.

Comentários