Casos confirmados de dengue em MS têm alta de 7% em uma semana

Boletim epidemiológico da SES (Secretaria de Estado de Saúde) divulgado nesta quinta-feira (04), mostra aumento no número de casos notificados e confirmados de dengue em Mato Grosso do Sul. A doença fez 24 vítimas fatais neste ano, no Estado.

Na comparação com os dados divulgados na semana anterior (26/06), com dados divulgados com análise até esta quarta-feira (03), o número de casos notificados subiu 4%, passando de 43.268 para 45.026, em 2019.

O número de casos confirmados, na comparação com o levantamento até 26/06 para o levantamento até 03 de julho, teve aumento de 7%. O total passou de 20.775 para 22.312, em 2019.

Na capital, são 10.624 casos confirmados da doença. Em Dourados, o total chega a 1.647. Três Lagoas possui 3.190 casos. São estes os municípios com maiores números de casos confirmados.

Quanto aos casos notificados da doença, Campo Grande também possui o maior índice, com 13.106. Dourados possui 3.703 casos. Em Três Lagoas são 4.904 casos. Em Ponta Porã são 2.739 no total.

Mato Grosso do Sul possui 73 municípios com alta incidência de dengue. É assim considerado quando a cidade registra mais de 300 casos da doença, por 100 mil habitantes.

Seis municípios possuem média incidência da doença, quando o número de casos é entre 200 a 300, por 100 mil habitantes.

O levantamento da SES mostra que 2019 já registra o quarto maior índice de casos notificados, desde que a Secretaria avalia os dados em Mato Grosso do Sul (2012). Em 2012, o número de notificações foi de 99.748. Em 2016, o total foi de 65.505. Na sequência 2013, registrou 48.583 casos. Como já citado, em 2019, já são 45.026 casos.

Dos 24 óbitos ocorridos neste ano, oito foram registrados na capital, sete em Dourados, três em Três Lagoas e em Maracajú, Ponta Porã, Corumbá, Costa Rica, Coxim e Amambai ocorreram um registro de vítima fatal em cada.

Comentários