Carta manuscrita de Dylan é leiloada por cerca de R$ 112 mil

A carta, enviada a uma musicista para que participasse de gravações do artista, é uma raridade. O cantor não costumava redigir missivas

Uma carta escrita à mão pelo compositor americano Bob Dylan em 1975 foi leiloada em Boston, no Estado de Massachusetts, por US$ 29.645 (cerca de R$ 112 mil), informou nesta sexta (20) a casa de leilões RR em comunicado.

O cantor Bob Dylan ao desembarcar no Brasil, em 1990 Foto: Luís Antônio Costa / Estadão Conteúdo

A carta, enviada a uma musicista para que participasse de gravações do artista, é uma raridade, já que o cantor não costumava redigi-las, segundo relata o próprio Dylan na carta. “Normalmente escrevo canções e ponho tudo nisso, portanto não escrevo muitas cartas”, explica o cantor na missiva, de apenas uma página.

A destinatária da mensagem do Prêmio Nobel de Literatura de 2016 foi Debbie Green, companheira de grêmio e amiga, que tinha cativado o cantor em um pequeno show que, na verdade, era uma audição para acompanhar-lhe em uma gravação que precedeu sua mítica turnê Rolling Thunder Revue, entre outubro de 1975 e maio de 1976.

Como parte dessa turnê, que incluiu 57 apresentações, Dylan protagonizou em 8 de dezembro um memorável show no Madison Square Garden, de Nova York, pela libertação do boxeador Rubin “Hurricane” Carter, que tinha sido condenado por assassinato.

Apesar da respeitada figura de Dylan, Green decidiu rejeitar a oferta porque precisava cuidar da filha e não podia se ausentar de casa por muito tempo. “É incrivelmente raro ver cartas manuscritas de Bob Dylan, esta é uma das poucas que vimos em quase 40 anos neste negócio”, garantiu Bobby Livingston, vice-presidente da casa de leilões sobre o objeto.

Comentários