Carrasco do Brasil, Ghiggia morre no dia em que ‘Maracanazo’ faz 65 anos

Uruguaio tinha 88 anos e foi vítima de uma parada cardíaca

Uruguai – No dia em que o “Maracanazo” completou 65 anos, o carrasco da seleção brasileira na ocasião saiu da vida para entrar na história. Morreu nesta quinta-feira, dia 16 de julho, no Uruguai, o atacante Alcides Ghiggia morreu aos 88 anos de parada cardíaca. A notícia foi divulgada pelo jornal “El Observador” e confirmada pelo filho do ex-jogador.

Ghiggia foi o carrasco da seleção brasileira na Copa de 1950 Foto:  Deisi Rezende / Agência O Dia
Ghiggia foi o carrasco da seleção brasileira na Copa de 1950
Foto: Deisi Rezende / Agência O Dia

A seleção uruguaia conquistou o bicampeonato mundial em 1950 ao bater o Brasil por 2 a 1 de virada no Maracanã. O estádio teve um dos seus maiores públicos neste dia com 200 mil pessoas.

Por clubes, o jogador passou pelo Atlante, Sud América, ambos do Uruguai, além de Roma e Milan. Porém, foi pelo Peñarol, que o atleta se destacou bastante.

O DIA

Comentários

comentários