Candidatos têm até esta sexta-feira para inscrição a concorrer a bolsa em universidades

Lúcio Borges

Os interessados em fazer uma Universidade pelo programa social ProUni, que há cerca de 15 anos vem facilitando a vida de cidadãos menos favorecidos a ingressar e realizar um curso superior, tem até esta sexta-feira (14) como o último dia de inscrição para concorrer a uma bolsa de estudos. O ‘passe’ no Programa Universidade para Todos, é para entrar  em uma instituição de ensino superior particular e pagar nada ou somente uma porcentagem do preço cobrado em mensalidades. A inscrição deverá ser feita pela internet, no site do Prouni, até as 23h59, de hoje, no horário de Brasília.

Veja abaixo detalhes de quem pode se inscrever, mas conforme tem pelo Programa, cada estudante pode escolher até duas opções de cursos. Será considerada válida a última inscrição confirmada pelo os candidatos, que até o final do prazo de inscrição, hoje, podem alterar as opções de curso. Desde sua criação, pelo então presidente Lula em 2003, o ProUni já forneceu mais de 2 milhões de bolsas, mas vem vindo a cada ano, diminuindo a oferta.

Mas, ainda ao todo, serão ofertadas para o segundo semestre deste ano, 169.226 bolsas de estudos em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais, de 100% do valor da mensalidade e 101.139 parciais, que cobrem 50% do valor da mensalidade.

As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capitade até 1,5 salário mínimo. As bolsas parciais contemplam os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.

Quem pode se inscrever

Podem se inscrever candidatos que não tenham diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. Além disso, os estudantes precisam ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral.

É preciso ter obtido ainda nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem. O cálculo é feito a partir da soma das notas das cinco provas, dividida por cinco. Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação.

Também podem participar do programa estudantes com deficiência e professores da rede pública.

Nota de corte

Diariamente o sistema do Prouni calcula a nota de corte, que é a menor para ficar entre os potencialmente pré-selecionados de cada curso, com base no número de bolsas disponíveis e no total de candidatos inscritos no curso, por modalidade de concorrência.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), a nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento da inscrição. Ela não é garantia de pré-seleção para a bolsa ofertada. O sistema do Prouni não faz o cálculo em tempo real. A nota de corte é modificada de acordo com a nota dos inscritos.

Calendário

A divulgação do resultado da primeira chamada está prevista para 18 de junho. A segunda chamada será no dia 2 de julho.

O candidato pré-selecionado deverá comparecer à respectiva instituição de ensino superior para comprovação das informações no período de 18 a 25 de junho, caso tenha sido selecionado na primeira chamada, e de 2 a 8 de julho na segunda.

O prazo para participar da lista de espera é de 15 a 16 de julho. A lista fica disponível no site para consulta pelas instituições no dia 18 de julho.

Comentários