Candidatos estreiam no horário eleitoral de rádio e TV

Começou nesta sexta-feira (26) a propaganda eleitoral gratuita dos candidatos que concorrem aos cargos de prefeito e vereador nas eleições deste ano.

Em Campo Grande, disputam a prefeitura, além do prefeito Alcides Bernal (PP), que busca à reeleição, Lauro Davi (PROS), Adalton Garcia (PRTB), Alex do PT, Arce (PCO), Aroldo Figueiró (PTN), Athayde (PPS), Coronel David (PSC), Elizeu Amarilha (PSDC), Marcelo Bluma (PV), Marquinhos Trad (PSD), Pedrossian Filho (PMB), Rosana Santos (PSOL), Rose Modesto (PSDB) e Suél do PSTU.

Marquinhos, Rose, Bernal, Alex do PT, Coronel David e Suél são alguns dos candidatos (Foto: Divulgação )
Marquinhos, Rose, Bernal, Alex do PT, Coronel David e Suél são alguns dos candidatos (Foto: Divulgação )

Em razão da minirreforma eleitoral, aprovada no ano passado, a propaganda no rádio e na TV será mais curta em comparação aos últimos anos. O período foi reduzido de 45 dias para 35.

Não haverá mais propaganda em bloco para os candidatos aos cargos de vereador, que terão direito somente a inserções de 30 ou 60 segundos. Está proibida também a veiculação de propaganda paga no rádio ou na TV e fora do horário gratuito ou utilizar a propaganda no horário permitido para promover marca ou produto.

A propaganda deverá ser veiculada nas rádios comunitárias, nas emissoras de televisão que operam em VHF e UHF e nos canais de TV por assinatura de responsabilidade das câmaras municipais. O conteúdo da propaganda é de inteira responsabilidade do candidato, do partido político e da coligação.

De acordo com o TSE, “é assegurada a participação, no horário eleitoral gratuito, do candidato cujo pedido de registro esteja sendo questionado judicialmente (sub judice) ou que tenha sido protocolado no prazo legal, ainda que não apreciado pelo juiz eleitoral. Não são admitidos cortes instantâneos ou qualquer tipo de censura prévia nos programas eleitorais gratuitos”.

A propaganda para os candidatos a prefeito será veiculada, de segunda a sábado, da seguinte maneira: em dois blocos de 10 minutos cada um, de 7h às 7h10 e de 12h às 12h10 nas emissoras de rádio, e de 13h às 13h10 e 20h30 às 20h40 na TV.

Já as inserções serão veiculadas em tempos de 30 e 60 segundos para prefeito e vereador, todos os dias da semana, em um total de 70 minutos diários, distribuídos ao longo da programação, das 5h à 0h.

O tempo da propaganda eleitoral gratuita é dividido entre os cargos, sendo 60% para prefeito e 40% para vereador. O horário da propaganda deverá sempre considerar o horário oficial de Brasília (DF). O cálculo do tempo a que cada candidato tem direito é feito pelo juiz eleitoral de cada município, que, em conjunto com os partidos e representantes das emissoras de rádio e de televisão, elabora um plano de mídia para garantir a participação de todos nos horários de maior e menor audiência.

A divisão do tempo é feita da seguinte maneira: 90% são distribuídos proporcionalmente ao número de representantes que o partido tenha na Câmara dos Deputados no dia 15 de agosto de 2016; os outros 10% são distribuídos igualitariamente.

A lei proíbe a veiculação de propaganda que possa degradar ou ridicularizar candidatos. O partido político ou a coligação que cometerem a infração estão sujeitos à perda do direito à veiculação de propaganda no horário eleitoral gratuito do dia seguinte ao da decisão judicial que reconhecer o ilícito.

A pedido do partido político, da coligação ou do candidato, a Justiça Eleitoral poderá impedir a reapresentação de propaganda eleitoral gratuita ofensiva à honra de candidato, à moral e aos bons costumes.

DISTRIBUIÇÃO DO TEMPO 

No último dia 19, o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) divulgou o tempo dos candidatos no horário eleitoral gratuito de rádio e televisão em Campo Grande.

A coligação Juntos por Campo Grande, da candidata Rose Modesto (PSDB), terá o maior tempo: 3m40s. Em seguida aparece a coligação Sempre com a Gente, encabeçada pelo deputado estadual Marquinhos Trad (PSD), com 1m56s.

A coligação Campo Grande é do Povo, liderada pelo vereador Marcos Alex (PT) terá um tempo de 1m34s, enquanto a coligação Nossa Força é Nossa Gente, do candidato à reeleição Alcides Bernal (PP), que terá 52s.

De acordo com o TRE-MS, serão dois programas de 10 minutos cada, sendo um ao meio-dia e o outro às 19h30 (no horário local). Além desse candidatos, o tempo restante será dividido entre as coligações dos outros 11 candidatos que concorrem à Prefeitura, variando de 4s a 19s.

O candidato Marcelo Bluma (PV), da coligação Trabalho, Experiencia e Política Limpa, terá apenas 18s para mostrar suas propostas ao eleitorado da Capital. Com agências nacionais.

Comentários

comentários