Candidatos do Enem 2014 já podem consultar o espelho da redação

Os candidatos do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2014 já podem consultar o espelho da correção da redação.

Segundo a assessoria de imprensa do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), o acesso ao espelho foi liberado na noite de sexta-feira (8). Para acessar a correção, é preciso inserir o CPF e a senha de login no site de resultados do Enem.

O acesso, segundo o governo, tem apenas caráter pedagógico, pois os alunos não podem mais recorrer para alterar a nota da prova. O espelho serve para que o estudante possa verificar seu desempenho em cada uma das cinco competências e comparar sua nota com a dos demais candidatos.

O Inep diz que foram corrigidas 6.193.565 provas de redação, e que 250 estudantes tiveram a nota máxima. Eles representam um índice de apenas 0,004% do total de pessoas que fizeram o exame de 2014.

Menos discrepância

De acordo com o instituto, nesse ano houve menos discrepância entre as notas dos corretores. Os dados mostram que 43,5% de todas as redações tiveram que passar por um terceiro corretor. No ano passado, 50% das redações passaram por uma terceira correção.

Pelas regras do edital, desde o Enem 2013 a prova de redação tem dois corretores, mas precisa passar pela correção de uma terceira pessoa sempre que as duas primeiras notas tenham discrepância acima de 100 pontos na nota final, ou 80 pontos em pelo menos uma das cinco competências avaliadas na prova.

Também caiu o número de redações avaliadas pela banca de especialistas, caso previsto no edital quando a discrepância da nota continua mesmo após a terceira correção. No Enem 2014, 283.746 textos (ou 4,6% do total) chegaram até essa última instância. No Enem 2013, isso aconteceu com 6% do total de redações corrigidas.

Nota mil, nota zero

O seleto grupo de 250 estudantes cumpriu com eficiência as cinco competências exigidas na prova e soube dissertar com propriedade sobre o tema proposto na prova, “Publicidade infantil no Brasil”.

Mais de 529 mil candidatos tiraram zero na redação do Enem realizado em novembro do ano passado, sendo que 217 mil tiveram a prova anulada porque fugiram no texto ao tema proposto.

Em janeiro, quando divulgou um balanço do exame de 2014, o MEC afirmou que a média das notas em redação teve uma queda de 9,7% em relação ao Enem de 2013 entre os alunos que estão concluindo o ensino médio.

O G1 reuniu as histórias de alguns desses alunos nota 1.000 na redação do Enem. Entre as dicas estão treino e dedicação, conhecimento profundo das regras da prova, técnicas de relaxamento para não deixar o nervosismo atrapalhar o desempenho, hábito de leitura enraizado desde a infância e experiência acumulada de outras edições da prova.

G1

Comentários

comentários