Campo-grandenses pagaram mais de R$500 milhões em impostos ao município

O valor foi tingido na manhã da última quinta-feira (24) e com ele seria possível construir 1,7 mil postos de saúde equipados

Foto Divulgação
Foto Divulgação

O Impostômetro instalado na frente da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) ultrapassou, na última quinta-feira (24), os R$500 milhões pagos pelos campo-grandenses ao município. Com esse valor é possível construir mais de 10 mil postos policiais equipados, construir 1,7 mil postos de saúde também equipados, pagar quase 650 mil salários mínimos, contratar mais de 31 mil policiais por ano, pagar 34 meses de luz de todos os brasileiros, contratar mais de 37 mil professores de ensino fundamental por ano ou até construir mais de 36 mil salas de aula equipadas.

Quando dividimos o valor arrecadado na capital pela estimativa de habitantes da cidade, o resultado é de mais de R$600 pagos por pessoa, de janeiro até o momento, ou seja, uma família com quatro pessoas já pagou mais de R$2.400 em impostos somente neste ano. “O valor é muito expressivo e se bem administrado dá para realizar todos as ações e investimentos que os munícipes precisam”, diz o presidente da ACICG, João Carlos Polidoro.

Impostômetro – Para dar ainda mais força ao movimento #JuntosFaremos, lançado pela ACICG em 2015 e que defende, entre seis importantes bandeiras, o pagamento de Menos Impostos e uma Gestão Pública Eficaz, a Associação Comercial inaugurou no 3 de março o Impostômetro. O equipamento é uma importante ferramenta que mostra por meio de um painel instalado na fachada da Associação Comercial, o acumulado dos impostos pagos pela população e arrecadados pela Prefeitura, pelo Estado e pelo País, em tempo real. Além dos R$500 milhões registrados pelo impostômetro municipal hoje (24), foram pagos mais de R$485 bilhões aos cofres do Brasil, e mais de R$2 bilhões ao governo do estado de MS.

Comentários

comentários