Campo Grande tem 80 obras paralisadas; valor para término excede R$ 400 mi

Campo Grande tem 154 obras paralisadas e em desenvolvimento, de acordo com um levantamento divulgado pela prefeitura municipal, nesta quarta-feira (18). Deste número, 80 obras estão paradas, 17 em andamento, 31 dependem de licitação e 26 obras tiveram contratos rescindidos antes de seus inícios.

O balanço aponta que para o término e o começo dessas obras, o município precisa de R$ 442 milhões. Mas, o valor pode ser ainda maior, uma vez que as planilhas foram orçadas em maio de 2016.

Lista de obras paralisadas

Nove Ceinfs (Centros de Educação Infantil) compõem a lista de prédios inacabados. Para o término destes Ceinfs, o município tem um saldo contratual de R$ 6,5 milhões. Mas, o valor orçado para a conclusão das obras é de R$ 20,1 milhões, de acordo com a prefeitura.

Além disso, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) precisa dar andamento à construção de oito unidades de saúde.  Para isso, o caixa tem um saldo de R$ 1,9 milhão do Governo Federal e necessidade de R$ 1,1 milhão de contrapartida, sem levar em conta as atualizações.

Marquinhos também precisará investir na construção de 28 salas modulares (que exigirão mais R$ 2,6 milhões do tesouro) e R$ 2,8 milhões para término de duas escolas (no Parati e no Jardim Varandas do Campo).

Comentários