Campo Grande registra 2ª menor inflação entre as capitais do país

Campo Grande registrou em agosto o segundo menor índice de inflação entre as 13 capitais em que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mede o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

agosto. As mais expressivas foram do “Educação”, com 1,02%, “Alimentação e Bebidas”, com 0,68% e “Despesas Pessoais”, com 0,44%.
agosto. As mais expressivas foram do “Educação”, com 1,02%, “Alimentação e Bebidas”, com 0,68% e “Despesas Pessoais”, com 0,44%.

Segundo a entidade, no mês passado a inflação na capital sul-mato-grossense foi de 0,18%. Ficou atrás apenas de Salvador (BA), com 0,08%. Outras dez capitais brasileiras contabilizaram percentuais maiores em agosto e Recife (PE), uma deflação, ou seja uma retração de preços, de 0,09%.

O IPCA contabilizado em Campo Grande ficou bem abaixo do índice nacional, que foi de 0,44%. No ano, a taxa de inflação acumulada na cidade chegou a 5,26% e nos últimos 12 meses atingiu os 8,57%.

De acordo com o IBGE, dos oito grupos de produtos que integram o levantamento do IPCA, seis registraram alta de preços em Campo Grande em agosto. As mais expressivas foram do “Educação”, com 1,02%, “Alimentação e Bebidas”, com 0,68% e “Despesas Pessoais”, com 0,44%.

O instituto atribui a elevação nos preços do grupo “Educação” a aumentos nos valores dos cursos regulares (0,95%) e dos cursos diversos, como os de informática e de idiomas, de 1,14%, no segundo semestre deste ano.

Em contrapartida, os dois grupos que registraram deflação na cidade no mês passado foram o de “Habitação”, com 0,67% e o de “Transportes”, com 0,33%.

Comentários

comentários