Campo Grande conta com rede Wi-Fi gratuita em vários pontos

Com smartphones acessíveis e mais simples de serem adquiridos, a demanda por internet móvel é cada vez maior. A Prefeitura de Campo Grande disponibiliza pontos de Wi-Fi públicos, com o programa Internet Morena, em vários pontos da Capital.

De acordo com o IBGE, 83% da população de Mato Grosso do Sul acima de 10 anos possui aparelho celular. De todos os habitantes que usam internet, 14,4% utilizam apenas as redes móveis para se conectar, o que evidencia a importância dos pontos de acesso.

Foto:Gerson Walber
Foto:Gerson Walber

Além de praças e terminais de ônibus, a Prefeitura oferece acesso à internet grátis em unidades de saúde e na Feira Municipal. São nove unidades de saúde com Wi-Fi público.

Segundo Thiago Cardoso, diretor de infraestrutura do IMTI, haverá mais pontos de internet livre na Capital. “Estamos ampliando para a região do Camelódromo, na Morada dos Baís e também para toda a extensão da rua 14 de julho, a partir de sua revitalização”.

Ele explica que, após a instalação do videomonitoramento no Centro, foi instalada uma nova rede de fibra ótica, que servirá para aprimorar o serviço na Praça Ary Coelho. “Ela passa por manutenção no momento, para ser melhorada. Antes era rádio e agora passará a ser por fibra ótica”, comenta.

Para utilizar o serviço é necessário realizar um cadastro, de forma a garantir a segurança da rede e evitar acessos indevidos. Cardoso esclarece que o cadastro é único. “Ou seja, o usuário fará o cadastro uma única vez, em um dos pontos liberados e o login e senha cadastrados serão permanentes para o acesso, a qualquer tempo, nos locais onde o Internet Morena estiver liberado”.

Na UPA Coronel Antonino é possível utilizar o Internet Morena. “Uso muito o Whatsapp e leio notícias, sou viciada na internet”, conta Neuza Vieira da Silva, que estava na UPA na manhã desta segunda-feira (15). Ela não sabia do Wi-Fi público. “Não sabia que tinha internet grátis.Vou realizar meu cadastro”, avisou.

Já Raquel Nantes tem o cadastro e além da UPA, também utiliza em outros pontos. Segundo ela, a rede gratuita auxilia no acesso às redes móveis. “É fácil de cadastrar e ajuda quem não tem uma boa rede móvel da operadora. Uso sempre”, explica.

Desenvolver essa tecnologia vai tornar a internet mais acessível para toda faixa etária e classe socioeconômica, causando mudanças nas mídias em lugares públicos. A projeção é que o número de Wi-Fi públicos chegue a 72% dos municípios, em todo o Brasil, até 2018.

O número de usuários do transporte coletivo em Campo Grande chega a 250 mil passageiros por dia. Pelo Terminal General Osório, o mais movimentado, cerca de 33 mil pessoas embarcam nos ônibus.

“Eu faço propaganda dos meus salgados, leio notícia e mando muita mensagem, as vezes avisando o que está acontecendo por aqui”, revela Ericsson Lescano, vendedor no Terminal General Osório. “O sinal é bom, quando a operadora não funciona, o wi-fi sempre está ligado”, conta.

“Todos podem usar o celular, fica mais democrático. Não precisa ter pacote de operadora”, comenta Matheus Costa, que usa seu tablet para pesquisar e saber das novidades nos grupos de Whatsapp. “Eu conecto cedo, uso há uns três anos já”.

Para utilizar o serviço, é preciso apenas localizar a rede INTERNET_MORENA pelo dispositivo e se registrar no site, clicando aqui.

Comentários

comentários