Campanha ‘Um Dia Sem Impostos’ quer conscientizar população sobre carga tributária

Na manhã desta segunda-feira (25), a fila de consumidores que buscavam abastecer seus veículos no Auto Posto Panamá, na esquina das ruas Yokohama com avenida Júlio de Castilho, em Campo Grande, se estendia por três quarteirões. Excepcionalmente, o litro da gasolina está sendo vendido no local por R$1,82.

Marcos Silva, um dos coordenadores em Campo Grande da campanha que está sendo realizada em todo o país, denominada “Um Dia Sem Impostos”, explicou que a mobilização “visa a despertar na população a conscientização para os altos gastos governamentais e para o chamado Custo Brasil que sobrecarrega e encarece à produção nacional principalmente por conta da carga tributária no país”.

O coordenador da campanha fez questão de lembrar que “a ação não tem o caráter de promoção, nem de incentivo à sonegação de impostos, mas sim de trazer à tona o debate sobre a necessidade urgente de uma reforma tributária no país, que desonere o setor produtivo”.

Silva lembrou que o dono do posto Panamá, que hoje está vendendo gasolina com redução de mais de um real – uma dedução de 42,68% em relação ao preço médio na Capital que hoje gira em torno de R$3,09 – “está arcando do próprio bolso com todos os impostos devidos pela venda do combustível”. Dados da ACICG (Associação Comercial e Induistrial de Campo Grande) revelam que em 2015, os cidadãos brasileiros trabalharão o equivalente a 151 dias apenas para pagar a atual carga tributária, que chega a 41% de tudo que é produzido no País.

Entre alguns consumidores que aguardavam para abastecer na longa fila que se formou na rua Yokohama, no Jardim Panamá, alguns – que concederam entrevista ao portal Página Brazil – manifestavam apoio à motivação principal da campanha de conscientização e protesto contra a pesada carga tributária brasileira. Infelizmente, esse não era um pensamento unânime.

Ao final da gravação da reportagem fomos abordados por uma consumidora que parecia ter apenas uma preocupação: “Quem pegou a senha vai ter garantido o direito de abastecer por R$1,82, né?”

Durante à campanha “Um Dia Sem Impostos”, a venda do combustível está limitada a R$ 40 por veículo.
Silvio Ferreira

Comentários

comentários