Campanha quer atingir meta de 100 doações de órgãos por ano

O governador Reinaldo Azambuja participou na manhã desta quarta-feira (30) do lançamento da campanha de Doação de Órgãos “Sou doador e minha Família já sabe”, realizada com entidades parceiras e beneficiárias tem o objetivo de sensibilizar a população e também alcançar a meta de 100 doações de órgãos por ano em Mato Grosso do Sul. .

A ideia dessa campanha é a conscientização sobre cada cidadão informar sua família sobre seu desejo de doar órgãos.

30doar

Para o governador, essa campanha é uma questão de criar uma consciência coletiva, onde as famílias precisam entender a importância da doação de órgãos. “Vamos multiplicar essa campanha, pois um doador pode atender até 10 pessoas que precisam de órgãos”, afirmou.

Ele destacou ainda que a doação de órgãos faz parte da reestruturação da saúde que o Governo do Estado vem promovendo dentro de Mato Grosso do Sul. “Estamos estabelecendo uma lógica regional de atendimento à saúde, através de ações da Caravana, e a doação de órgãos faz parte dessa reestruturação da saúde”, disse.

O superintendente de atenção em saúde, Dr. Salim Cheade, lembrou que o objetivo dessa campanha é salvar vidas. “Essa campanha serve para lembrar que é preciso perpetuar a vida através da doação de órgãos”, enfatizou o Dr. Salim Cheade.

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Nelson Tavares, a meta é conseguir realizar 100 transplantes por ano em Mato Grosso do Sul, mesmo diante de dificuldades, como a continuidade na realização do procedimento de transplantes por parte de equipes multidisciplinares.

“A grande dificuldade é a crise porque não temos leito de UTI e a necessidade de se ter equipe completa para a realização dos transplantes. Isso depende da prefeitura, do Estado e também da Santa Casa, hospital que ainda enfrenta problema na assinatura de convênio com a Capital e isso impacta nas cirurgias eletivas”, explicou Nelson Tavares.

Um único doador pode salvar até 10 vidas e os órgãos são transplantados para os primeiros pacientes compatíveis, que constam em lista na Central de Transplantes, que é controlada pelo Sistema Nacional de Transplantes e supervisionada pelo Ministério da Saúde.

Mais informações sobre doações de órgãos podem ser obtidas por meio do Dique Saúde pelos telefones 0800 647 16 33 ou 136.

Comentários

comentários