Campanha de Doação de Brinquedos do Governo do Estado vai contemplar crianças e idosos

Foto Divulgação
Foto Divulgação

Com o tema “Divida a Brincadeira”, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização (SAD) lançou nesta terça-feira (22), às 9h, no auditório da Governadoria, a 2ª Campanha de Doação de Brinquedos, com a meta de arrecadar 800 brinquedos por secretaria. Elisa Cleia Nobre, titular da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), esteve presente no lançamento, e destacou o espírito de solidariedade do povo brasileiro, principalmente, no período natalino.

“Mais uma vez vamos pedir a colaboração de todos os servidores, famílias e amigos para proporcionar um natal mais feliz para as crianças que esperam receber um presente neste natal. O brasileiro é um povo solidário e quando nos unimos para fazer o bem somos surpreendidos pela intensa participação das pessoas”, enfocou a secretária da Sedhast.

Em 2015 foram arrecadados sete mil brinquedos que beneficiaram crianças assistidas por 16 entidades cadastradas pela Sedhast, esse ano além de crianças, a campanha vai contemplar os idosos que vivem nas instituições de longa permanência para idoso (asilos).

A primeira-dama e madrinha da campanha, Fátima Azambuja, pediu o empenho de todos para estarem engajados nesse ato de solidariedade, “Vamos pedir para um amigo, um vizinho, um parente, se cada um conseguir arrecadar dez brinquedos teremos uma boa quantidade para alegrar muitas crianças. Nosso objetivo neste ano é realizar as doações também nos asilos. “Vi uma campanha pela internet em que os idosos pediam presentes, e muitos deles queriam brinquedos, isso tocou meu coração”, disse a primeira-dama.

Para participar, o servidor poderá levar brinquedos novos ou em bom estado de conservação até as caixas de coleta que estarão disponíveis em todas as secretarias de Estado e nos demais órgãos públicos.

O evento contou com a participação do Coral dos Servidores Públicos de Mato Grosso do Sul e representantes de várias entidades da Capital.

Comentários

comentários