Campanha contra febre aftosa será lançada amanhã

A Campanha Estadual de Vacinação Contra a Febre Aftosa nas regiões do Planalto e Pantanal de Mato Grosso do Sul será lançada pelo Governo do Estado nesta terça feira (3).

Em parceria com Ministério da Agricultura – SFA/MS, Embrapa Gado de Corte, Federação da Agricultura e Pecuária (Famasul) e Acrissul, o evento será realizado na Associação dos Moradores e Produtores da Região da Três Barras, Km 10, da MS-040, em Campo Grande, às 8h30, com a presença do governador Reinaldo Azambuja e demais autoridades.

2afto

Com o slogan “Vacinação garante bons lucros”, a campanha pretende imunizar 20,8 milhões de cabeças de gado em todo o Estado, que possui o quarto maior rebanho do País.

Tendo completado em 2015 dez anos desde o último foco de febre aftosa, Mato Grosso do Sul caminha a passos largos para a mudança de status, resultado da excelência dos serviços da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) em consonância com o trabalho realizado pelos pecuaristas que há anos têm tomado medidas sanitárias adequadas e colaborado muito.

Mesmo com um consumidor cada vez mais exigente e regras cada vez mais rígidas, Luciano Chiochetta, diretor-presidente da Iagro, não vê dificuldades para o Estado manter seu status de ‘livre da febre aftosa com vacinação’ já que para o governador Reinaldo Azambuja, sanidade agropecuária é uma prioridade em sua gestão. Chiochetta afirma ainda que Mato Grosso do Sul está seguro e acompanha os demais Estados com condições reais para uma possível mudança de status.

Vacinação

A vacinação em Mato Grosso do Sul começou no dia 1º de abril pela região de fronteira, considerada mais vulnerável, onde os trabalhos seguem até o dia 15 de maio. Nessa área (instituída desde 2008) os produtores têm até o dia 30 de maio para fazer o registro dos animais imunizados.

Na região do planalto, a vacinação acontece de 2 de maio a 1 de junho. O registro deve ser feito até 16 de junho. Já na região do Pantanal, a campanha começa em 2 de maio e vai até 16 de junho, com prazo para registro até 1 de julho.

As doses das vacinas só podem ser adquiridas pelo produtor durante o período estipulado no calendário, assim como o registro da imunização também tem prazo junto à Iagro. A agência mantém veterinários em todos os municípios e disponibiliza também aos produtores o disque-aftosa – 0800 679120 – para esclarecer dúvidas e oferecer orientações.

Segundo a Iagro, também é obrigatória em todo o Estado a vacinação contra a brucelose para fêmeas bovinas e bubalinas com idade entre três e oito meses, com a aplicação de uma única dose da vacina B19, em procedimento que deve ser realizado por um médico veterinário credenciado. Em qualquer situação, os produtores têm até 15 dias após o fim do período de vacinação para fazer o registro pelo site da Iagro, no endereço www.iagro.ms.gov.br (Saniagro).

Comentários

comentários