Campanha “72 mil Tsurus pela Paz” chega a reta final e supera as expectativas

Silvio Mori

Quantidade de Tsurus em origami supera a expectativa e envolveu seis estados brasileiros e o Distrito Federal

Lígia Oizumi embarca no próximo dia 27 para o Japão e levará os tsurus para Hiroshima. (Foto: Silvio Mori)

A campanha “72 mil Tsurus pela Paz”, foi lançada no dia 13 de junho e com pouco mais de um mês, ultrapassou o objetivo, chegando a aproximadamente 90 mil dobraduras de origami, no formato de tsuru, pássaro japonês que simboliza a saúde, a boa sorte, felicidade, longevidade e a fortuna.

De acordo com a idealizadora, Lígia Oizumi, a ideia surgiu a partir do momento que estudou sobre a Segunda Guerra Mundial, quando o Japão foi totalmente destruído, com a batalha de Okinawa e principalmente as cidades de Hiroshima e Nagasaki, com a bomba nuclear. Este ano o fim dessa batalha completa 72 anos, por isso, 72 Mil Tsurus pela Paz.

“Foi uma forma de homenagear as vítimas e não esquecer o que aconteceu que as mortes não foram em vão. A tragédia já aconteceu e o que agente pode fazer agora é pedir por paz”, disse.

Presidiários do Paraná também participaram da ação. (Foto: Arquivo Pessoal)

A ação envolveu seis estados brasileiros, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Santa Catarina e o Distrito Federal, além de mais de 30 mil pessoas. A última remessa de tsurus está sendo produzida por detentos da Penitenciária Centro do Estado – Unidade Progressão (PCE-UP) de Curitiba (PR), e deve chegar na próxima segunda-feira (4).

“Lancei um desafio para eles, perguntei se eles topariam fazer 50 mil tsurus, eles toparam. Mas tínhamos apenas 20 dias de campanha e falei que podiam diminuir para 30 mil, mesmo porque não teria nada em troca. Eles fecharam na maior quantidade”,  explica .

Uma das surpresas durante toda a campanha foi justamente o envolvimento voluntário de milhares de pessoas, simplesmente pelo sentimento. “Como dobrar um simples papel mexe com tanta gente. Desperta o sentimento de amizade, companheirismo e solidariedade nas pessoas”, relata Lígia.

Ação envolveu milhares de pessoas, de várias faixa etária . Foram sete estados brasileiros envolvidos pela paz. (Foto: Arquivo pessoal)

Outro ponto importante destacado pela idealizadora é a união que a campanha proporcionou. “Famílias que não se encontravam, acabaram se reunindo para dobrar tsurus, sem pegar em celulares, apenas conversando, contados histórias”,  disse Lígia, explicando que este é o espírito, fazer ressurgir o sentimento dentro do ser humano, o carinho pelo outro.

Lígia embarca no próximo dia 27 rumo ao Japão para finalizar a campanha, que consiste na entrega dos Tsurus. Cerca de 7 mil serão levados para Hiroshima e Nagasaki, o restante será entregue em outras ações aqui mesmo no País, como nos jogos do Campeonato Brasileiro que acontecem no mês de agosto, uma continuidade em busca da Paz no Brasil. Em Hiroshima, os tsurus serão levados para asilos, hospitais e no Monumento das Crianças à Paz em Hiroshima.

Campanha durou pouco mais de um mês e ultrapassou a expectativa. (Foto: Silvio Mori)Silvio MOri

Comentários