Caminhoneiro é feito refém por mais de 15 horas durante roubo a carreta na Capital

Um caminhoneiro de 37 anos sofreu um sequestro relâmpago no final da manhã de ontem (05), durante roubo a uma carreta Scania na Capital. Ele foi mantido em cárcere privado e só foi libertado na madrugada deste sábado (06).

De acordo com informações do boletim de ocorrência, a vítima trabalha em uma empresa de transportes e, por volta das 10h45 de ontem, foi acionado por um homem que contratou um falso frete. O condutor teria que carregar o veículo em Capão Seco, na região de Sidrolândia e, por isso, parou em um posto de gasolina na Avenida Gunter Hans, no bairro Tarumã, onde encontrou o homem que teria contratado o serviço.

caminhao_scania_t114ga4x2_98
Foto ilustrativa

O homem, que se identificou como Lucas, entrou na carreta e seguiu com a vítima até Capão Seco. Chegando ao local, ele sacou uma arma de fogo e anunciou o assalto. O autor e o caminhoneiro ficaram no local por aproximadamente uma hora, até que outros quatro bandidos chegaram em um veículo Fiat Uno, uma motocicleta e um outro carro que a vítima não conseguiu identificar, já que estava com uma arma apontada para sua cabeça.

Na carreta, o caminhoneiro foi obrigado a dirigir até um outro posto de gasolina na BR-163, onde foi retirado do veículo e colocado dentro do Uno. Com os bandidos, ele permaneceu rodando no automóvel até às 04h40 de hoje, quando foi libertado na Avenida Cônsul Assaf Trad, após a quadrilha receber a informação de que a carreta já estava em Ponta Porã.

A vítima foi até a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Centro e o caso foi registrado como roubo majorado pela restrição de liberdade da vítima.

 

Kerolyn Araújo

Comentários

comentários