Caminhoneiro é condenado a 13 anos de prisão por assassinar mulher

mariO caminhoneiro Ney Calisto Ribeiro, 41 anos, foi condenado à pena de 13 anos e seis meses de reclusão em regime fechado pelo crime de homicídio qualificado após efetuar disparos de arma de fogo contra Sirlei Machado Ferreira causando a sua morte, no dia 25 de maio de 2013, na rua Jabuti, no Jardim Canguru, em Campo Grande.

Ney disse para a polícia que teria cometido o crime por não aceitar a separação. Eles conviveram juntos durante dez anos. Conforme a assessoria do Tribunal de Justiça, Ministério Público descreveu que o Ney dificultou a defesa da vítima e efetuou o disparo de maneira repentina. A vítima Sirlei estava próxima dele tentando conversar quando foi surpreendida.

No julgamento, o promotor de Justiça pediu a condenação do réu no homicídio qualificado, com o reconhecimento da agravante da violência contra a mulher .

Comentários

comentários